FIA confirma regra que proíbe mudanças nos capacetes dos pilotos da F1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou nesta segunda-feira a regra que proíbe a mudança no layout dos capacetes dos pilotos da Fórmula 1. Com a medida, a entidade quer que a torcida consiga identificar com mais facilidade os pilotos durante as corridas da temporada 2015.

Estadão Conteúdo

02 Março 2015 | 16h33

A restrição havia sido votada durante janeiro, mas só foi anunciada oficialmente nesta segunda, logo após o fim das três baterias de testes da pré-temporada. A regra, contudo, não veta totalmente as mudanças no layout. Ela dá espaço para pequenas alterações ao exigir que os capacetes sejam exibidos "substancialmente" com o mesmo design.

"Com o objetivo de que os pilotos podem ser facilmente identificados enquanto estiverem na pista, o capacete de cada piloto deve se apresentar substancialmente com a mesma pintura, em todos os eventos do campeonato durante a temporada", diz a nova regra anunciada pela FIA.

A decisão vai acabar com as constantes variações nos capacetes dos pilotos. Muitos utilizavam este recurso para homenagear ídolos, como Ayrton Senna, e marcas importantes das próprias carreiras, como número de GPs e títulos na categoria.

A FIA também oficializou nesta segunda a mudança na numeração dos carros, outro recurso para facilitar a identificação dos pilotos por parte da torcida. Pela regra anterior, o piloto deveria definir um número fixo para toda sua passagem pela Fórmula 1. Agora o piloto perde seu número após ficar fora da categoria por duas temporadas inteiras consecutivas.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 capacetes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.