Sérgio Castro/Estadão - 06/11/2014
Sérgio Castro/Estadão - 06/11/2014

FIA cria exigência que deixaria Verstappen fora da Fórmula 1

Entidade reage ao ingresso do jovem piloto ao anunciar como regras para estrear idade mínima e experiência prévia em outras categorias

Estadão Conteúdo

06 de janeiro de 2015 | 11h40

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta terça-feira as novas regras para obtenção da Super Licença, necessária para que os pilotos sejam liberados para participarem da Fórmula 1. E as novas regras, com a criação de um sistema de pontuação, tornará mais difícil a entrada na maior categoria do automobilismo mundial.

Em primeiro lugar, a partir de 2016, os pilotos precisão ter ao menos 18 anos para competirem na Fórmula 1, o que tornará impossível a repetição do que vai acontecer com o holandês Max Verstappen, que fará a sua estreia na categoria com apenas 17 anos, na temporada 2015, pela Toro Rosso. 

A FIA também definiu que os pilotos devem acumular 40 pontos ao longo de um período de três anos, devem ter passado pelo menos dois anos competindo em outras categorias, possuírem uma carteira de motorista e serem aprovados em um teste sobre as regras esportivas da Fórmula 1. Além disso, eles terão que completar 300 quilômetros em testes de um carro da categoria, uma determinação que já existia. 

Ao criar o sistema de pontuação, a FIA definiu quanto cada categoria dará a cada piloto. As categorias que darão direito imediato ao campeão para chegar à Fórmula 1 serão a Fórmula 2 (60 pontos), que atualmente não é realizada, a GP2 (50), a Fórmula 3 Europeia, a classe LMP1 do WEC, o Campeonato Mundial de Endurance, e a Fórmula Indy (todas com 40 pontos).

As outras posições na classificação final desses campeonatos também dão pontos. No caso de Verstappen, por exemplo, além do limite da idade, ele não poderia entrar na Fórmula 1 pois somaria apenas 20 pontos, relativos ao terceiro lugar na Fórmula 3 Europeia de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.