FIA dá vitória no Brasil para Fisichella

O piloto italiano Giancarlo Fisichella foi declarado, nesta sexta-feira, o vencedor do GP do Brasil de Fórmula 1, disputado domingo, no circuito de Interlagos. Com isso, o finlandês Kimi Raikkonen ficou com o segundo lugar. O anúncio foi feito por Eddie Jordan, chefe de Fisichella na equipe Jordan, após reunião com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Após analisar imagens da corrida, a FIA decidiu que a prova foi paralisada na volta 56, 15 antes do previsto, por causa do acidente envolvendo o australiano Mark Weber, da Jaguar. Segundo comunicado da FIA, provas ?sugeriram que, ao contrário do que informaram os cronometristas do GP do Brasil, o veículo número 11 (de Fisichella) iniciara a volta 56 antes da paralisação da prova?. Desta forma, a classificação oficial do GP será a da volta 54 e não da volta 53 como foi feito no domingo. Com a alteração, Raikkonen segue na liderança do campeonato, mas com 24 pontos, ao invés dos anteriores 26. Fisichella sobe para o quarto lugar, com dez pontos. Ele somava anteriormente oito. Mark Webber deixa de pontuar e Ralf Schumacher, da Williams, surge na sétima posição, seguido por Jarno Trulli, da Renault. Esta é a primeira vitória de Fisichella, de 23 anos, após 110 corridas. Ele estreou na F-1 em 1996. A Itália não vencia um GP desde 1992, quando Ricardo Patrese, da Williams, ganhou no Japão. Já a equipe Jordan não colocava um de seus carros em primeiro lugar desde 1999, quando o alemão Heinz-Harald Frentzen ganhou o GP da Alemanha. "Saber que sou o ganhador do GP do Brasil é uma grande satisfação porque eu merecia, mas esta decisão não apaga minha decepção por não ter subido no lugar mais alto do pódio em Interlagos?, afirmou Fisichella. Classificação do GP do Brasil: 1) Giancarlo Fisichella (ITA) - Jordan 2) Kimi Raikkonen (FIN) - McLaren 3) Fernando Alonso (ESP) - Renault 4) David Coulthard (GBR) - McLaren 5) Heinz-Harald Frentzen (ALE) - Sauber 6) Jacques Villeneuve (CAN) - BAR 7) Ralf Schumacher (ALE) - Williams 8) Jarno Trulli (ITA) - Renault 9) Mark Webber (AUS) - Jaguar 10) Cristiano Da Matta (BRA) - Toyota Pilotos que abandonaram: Rubens Barrichello (BRA) Ferrari - 46 voltas Jenson Button (GBR) - BAR - 32 voltas . Jos Verstappen (HOL) - Minardi - 30 voltas. Michael Schumacher (ALE) - Ferrari - 26 voltas. Juan Pablo Montoya (COL) - Williams - 24 voltas. Antonio Pizzonia (BRA) - Jaguar - 24 voltas Olivier Panis (FRA) - Toyota - 17 voltas Ralph Firman (IRL) - Jordan - 17 voltas Justin Wilson (GBR) Minardi - 15 voltas. Nick Heidfeld (ALE) - Sauber - 8 voltas. Volta mais rápida: Michael Schumacher - 1min36s412 (média de 206,974 km/h), na volta 45. Classificação do Mundial de Pilotos: 1)Kimi Raikkonen (FIN) - 24 pontos 2)David Coulthard (GBR) - 15 pontos 3)Fernando Alonso (ESP) - 14 4)Giancarlo Fisichella (ITA) - 10 5)Jarno Trulli (ITA) - 9 6)Juan Pablo Montoya (COL) - 8 7)Rubens Barrichello (BRA) - 8 8)Michael Schumacher (ALE) - 8 9)Ralf Schumacher (ALE) - 8. 10)Heinz-Harald Frentzen (ALE) - 7 11)Jacques Villeneuve (CAN) -3 12)Jenson Button (GBR) - 2 13)Nick Heidfeld (ALE) - 1 Classificação de Construtores: 1) McLaren Mercedes - 39 pontos 2) Renault - 23 3) Ferrari - 16 4) Williams BMW - 16 5) Jordan Ford - 10 6) Sauber Petronas - 8 7) BAR Honda - 5

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.