FIA divulga calendário na sexta

O Conselho Mundial da FIA irá divulgar, sexta-feira em Paris, o calendário da próxima temporada. E a expectativa é de que o campeonato seja mesmo o mais longo da história, com 19 etapas, uma a mais que este ano. A diferença seria a inclusão do GP da Turquia, em Istambul, provavelmente no dia 21 de agosto, 14.º do Mundial. A corrida de Interlagos deverá ser a 17.ª do ano, em 25 de setembro. O acordo para o aumento no número de provas saiu na reunião dos representantes das equipes, segunda-feira, em Londres. A temporada vai começar dia 6 de março em Melbourne, na Austrália. O Conselho deverá deliberar também sobre a legislação que limita os testes, uma das principais áreas onde a Ferrari e a Bridgestone conseguem estabelecer a vantagem técnica que as caracteriza. Mas as chances de nada ser alterado em relação ao que se fez este ano é grande. A Ferrari não concorda com a redução de 48 para 24 dias, entre o início e o fim do campeonato, proposta pelos demais nove times. E agora até entre eles já há cisão. Hoje a Honda, recém-proprietária de 45% da BAR, manifestou-se contra a diminuição no número de dias. Ocorre que David Richards, ex-diretor da BAR, foi um dos líderes da iniciativa de impor maior limite para os testes e assinou o documento. Rubens Barrichello deve iniciar amanhã, em Jerez de la Frontera, Espanha, sua preparação para o próximo Mundial. Já Michael Schumacher só volta ao trabalho em janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.