Hiroshi Yamamura/EFE<br>
Hiroshi Yamamura/EFE

FIA diz que Jules Bianchi sofreu grave lesão na cabeça

Piloto é encaminhado para hospital depois de bater no guindaste que retirava o carro do alemão Adrian Sutil da pista

Estadão Conteúdo

05 de outubro de 2014 | 09h10

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou neste domingo o grave estado de saúde de Jules Bianchi, que sofreu acidente durante o GP do Japão de Fórmula 1 nesta madrugada. Em comunicado, a entidade revelou que o piloto da Marussia teve "severa" lesão no cérebro e precisou ser submetido a operação.

"Os exames mostraram que ele sofreu uma severa lesão cerebral e agora está passando por uma cirurgia", disse a FIA. "Em seguida, ele será transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde será monitorado." Bianchi foi encaminhado ao Mie General Hospital, na cidade de Mie.

Mais cedo, neste domingo, o pai do piloto, Philippe Bianchi, havia revelado em entrevista à TV France 3 que seu filho sofrera traumatismo craniano por causa do choque sofrido na parte final da corrida disputada no Circuito de Suzuka.

Bianchi sofreu o acidente na volta 43 ao atingir o guindaste que estava removendo a Sauber de Adrian Sutil - o alemão havia batido no mesmo lugar uma volta antes. O choque de Bianchi foi mais forte, enquanto Sutil saiu caminhando do primeiro incidente, e causou o encerramento precoce da corrida na 44ª das 53 voltas previstas.

Aos 25 anos, o piloto está em seu segunda temporada na Fórmula 1, ambas correndo pela Marussia. Considerado um dos principais nomes do programa de desenvolvimento da Ferrari, Bianchi se destacou nesta temporada ao obter em Mônaco os primeiros pontos da Marussia desde sua entrada na F1 em 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.