FIA estuda série de soluções para proteger a cabeça dos pilotos

Uma delas diz respeito a construir uma espécie de gaiola no cok pit

O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2015 | 11h41

A FIA tem um projeto para melhorar a proteção dos pilotos de F-1 dentro do cock pit. Desde o acidente fatal com Justin Wilson, da Indy, em agosto, a Federação Internacional de Automobilismo procura uma maneira de deixar os corredores mais seguros em caso de novos acidentes graves. Proteger a cabeça dos pilotos é o grande desafio, como se vê no vídeo da  Motosport.com.

Não há certeza de que o projeto deixará as telas de computadores e ganhará os carros da categoria. Tudo ainda é embrionário. Para que a FIA regularize qualquer modificação nos carros é preciso primeiro fazer uma série de testes e depois convencer os donos das escuderias a comprar a ideia. Toda modificação da F-1 requer mais investimentos e mais testes para balancear os carros e mantê-los seguros e velozes, como gosta o torcedor.

De acordo com a revista especializada, a FIA analisa uma série de possíveis soluções. "Estamos tentando encontrar conceitos que cumpram a função desejada. Além disso, temos buscado ideias que nos permitam lidar com aspectos como a visibilidade e a extração dos pilotos dos carros. Estamos avaliando uma série de soluções", disse o diretor de segurança da FIA, Laurent Mekies.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
velocidadeF-1GP do BrasilF-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.