FIA nega superlicença e Loeb não correrá na Fórmula 1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) recusou o pedido de superlicença para que o francês Sebastien Loeb, pentacampeão mundial de rali, disputasse o GP de Abu Dabi, última etapa da Fórmula 1. O piloto tentaria uma vaga na Toro Rosso.

AE, Agencia Estado

21 de outubro de 2009 | 17h38

Com 35 anos, Loeb nunca negou o sonho de pilotar na categoria e chegou a fazer testes na GP2 no início de outubro, quando não foi bem e sempre fechou com os piores tempos. Ele chegou a pilotar com um capacete mais pesado nos últimos meses para fortalecer a musculatura do pescoço, requisito fundamental para a Fórmula 1.

Apesar da recusa, o piloto francês negou estar decepcionado em seu site oficial. "Não lamento nada porque não tinha ambições. Mas seria muito divertido fazê-lo", declarou.

Loeb tenta no próximo fim de semana conquistar seu sexto título mundial no Rally da Grã-Bretanha, última prova do ano. Ele está um ponto atrás do líder Mikko Hirvonen.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Sebastien LoebToro Rosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.