FIA promete maior controle para evitar testes proibidos

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) afirmou nesta sexta-feira que pretende aumentar o controle sobre testes irregulares durante a temporada da Fórmula 1 para evitar novos episódios como o que levou a Mercedes e a Pirelli ao seu Tribunal Internacional.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2013 | 17h17

Mais cedo, o Tribunal da FIA repreendeu a equipe e a fornecedora de pneus da F1 por terem realizado um teste de mil quilômetros com os atuais compostos da categoria e o carro 2013 da Mercedes, entre os dias 15 e 17 de maio, no Circuito de Barcelona, logo após o GP da Espanha.

Sem dar detalhes sobre suas futuras medidas, a FIA disse apenas que vai aumentar o contato com as equipes para evitar novos testes durante a temporada, que são proibidos pelo regulamento da F1.

"A FIA agirá de forma a fortalecer o controle sobre os testes, em conjunto com todas as equipes da Fórmula 1", registrou a FIA, em nota oficial. "A FIA deseja que as lições deste episódio sejam aprendidas".

O teste comandado pela Pirelli, com a participação dos pilotos e do atual carro da Mercedes, causou polêmica na Fórmula 1. E gerou um protesto formal por parte da Ferrari e da Red Bull, o que culminou no julgamento desta sexta.

Pelo veredicto, Mercedes e Pirelli foram apenas repreendidas pelo Tribunal. A equipe ainda foi suspensa de participar do programa de jovens pilotos da F1, que será realizado entre 17 e 19 de julho, em Silverstone, na Inglaterra.

A FIA avisou que as duas partes ainda podem recorrer da decisão, dentro do prazo de sete dias. A Mercedes já avisou que não pretende apresentar recurso.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FIAtestes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.