FIA tirá segundo lugar de Pizzonia

De novo a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) alterou o resultado final do Campeonato Intercontinental. O Tribunal de Apelo da entidade acatou nesta sexta-feira, em Paris, o recurso da equipe Coloni, contra Antonio Pizzonia, da Petrobras Junior, no GP da Itália, pela equipe ter montado invertido o aerofólio traseiro, o que é proibido. Com isso, Pizzonia, segundo na prova, foi desclassificado. O primeiro e terceiro classificados, Bjorn Wirdheim e Tomas Enge, da equipe Arden, também citados na ação, foram absolvidos. O campeonato ficou assim: Sébastien Bourdais, francês, da SuperNova, campeão, com 56 pontos, Giorgio Pantano, ítaliano, Coloni, vice, 54, e Tomas Enge, tcheco, Arden, terceiro, 50. Ricardo Sperafico, da Petrobras Junior, em quinto com 22 pontos, foi o brasileiro mais bem colocado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.