FIA vigiará igualdade de tratamento entre Hamilton e Alonso

Entidade quer ter certeza de que a escuderia não dará preferência para o piloto inglês durante o GP do Brasil

Efe,

11 de outubro de 2007 | 09h34

Um comissário da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) viajará a São Paulo para assistir ao Grande Prêmio do Brasil e assegurar que o espanhol Fernando Alonso e o inglês Lewis Hamilton receberão o mesmo tratamento da McLaren na prova em que disputam o título mundial. Veja também: Classificação do Mundial Leia mais no Blog do Lívio Fórmula 1: a matemática do título de 2007  Quem será o campeão da Fórmula 1? O presidente da Federação Espanhola, Carlos Gracia, confirmou que um comissário da FIA estará no Brasil "para assegurar que nada de anormal ocorrerá na prova e nos treinos, que têm levantado várias queixas nos últimos grandes prêmios". Gracia, que estará no circuito de Interlagos como convidado do chefe da escuderia McLaren, Ron Dennis, confirmou a notícia ao jornal espanhol AS. As dúvidas levantadas sobre o assunto levaram a McLaren a emitir um comunicado na quarta-feira prometendo "igualdade de tratamento" e "jogo limpo" para seus dois pilotos no GP do Brasil, Lewis Hamilton, líder do Mundial, e Fernando Alonso, segundo colocado, quatro pontos atrás do britânico. "A equipe quer deixar absolutamente claro que sua política de total igualdade e limpeza será a mesma na corrida final do Brasil no dia 21", afirmava a nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.