Sebastian Pirnet/Reuters
Sebastian Pirnet/Reuters

Fiação solta provocou queimaduras em Bruno Senna

Williams revelou que defeito no banco foi o responsável pelo incidente. Piloto passa bem

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2012 | 13h21

INGLATERRA, Grove - A Williams esclareceu nesta quinta-feira a razão das queimaduras sofridas por Bruno Senna nas costas durante o GP de Cingapura, disputado no último domingo no circuito de Marina Bay. O piloto brasileiro abandonou a prova em razão de um problema no Kers do FW34, mas as queimaduras foram provocadas por uma fiação solta, de acordo com informação publicada no Twiter da equipe.

"Para confirmar, as queimaduras de Bruno foram causadas por uma fiação elétrica que se soltou no banco, o que permitiu a saída do calor da parte traseira do carro, sem qualquer relação com o Kers. Bruno está aqui conosco hoje e posso confirmar que ele está 100% bem", anunciou a Williams.

Bruno Senna aproveitou a rede social para confirmar que os ferimentos sofridos por ele não foram graves. Assim, o brasileiro está bem e trabalhando na sede da equipe em Grove, na Inglaterra. "As queimaduras nas costas não foram graves e já estão praticamente 100%. Hoje estou na Williams F1 para fazer simulador", escreveu.

Após a disputa de 14 etapas, Bruno Senna somou 25 pontos e está na 16ª colocação no Mundial de Pilotos. O GP do Japão será a próxima corrida da temporada 2012 e está marcada para o dia 7 de outubro no circuito de Suzuka.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1WilliamsBruno Senna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.