Stefano Rellandini/Reuters
Stefano Rellandini/Reuters

Fisichella pede tempo para se adaptar com a Ferrari

Italiano reconhece dificuldade com os botões do volante e com o tempo de freagem, após treinos

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2009 | 15h31

MONZA - O italiano Giancarlo Fisichella ficou cerca de 30 milésimos na frente do companheiro Kimi Raikkonen nos treinos livres desta sexta-feira, no GP de Monza, na Itália, se somadas as duas sessões - foi 11.º e o finlandês 13.º. Na segunda parte, no entanto, ele ficou na última colocação. Para o piloto, ele ainda precisa de tempo para se adaptar com a Ferrari.

Veja também:

linkForce India volta a surpreender e Sutil lidera treino

linkHamilton lidera primeiro treino livre

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

"Nas duas sessões, nós não nos preocupamos muito com o tempo e eu estava com o tanque cheio. A potência poderia ter sido maior, mas preciso de um pouco mais de tempo para melhorar, especialmente na frenagem", afirmou o piloto italiano, que revelou ter ficado feliz com seu desempenho.

"Sinto-me satisfeito com meu primeiro dia, que foi bom em diferentes aspectos. A maior dificuldade foi me adaptar com as posições diferentes dos botões e com o kers", explicou Fisichella.

O diretor geral da escuderia, Stefano Domenicali, explicou que o italiano utilizou o treino para ganhar confiança no carro. "Obviamente, a equipe adotou duas configurações diferentes para os carros: Kimi estava concentrado na preparação para a corrida, enquanto Giancarlo trabalhou para ganhar confiança", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariGiancarlo Fisichella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.