Fittipaldi quer levar Indy para Bahia

O bicampeão mundial de Fórmula 1 e empresário Emerson Fittipaldi declarou nesta quinta-feira, em entrevista coletiva num hotel na região dos Jardins, ter recebido apoio do senador Antônio Carlos Magalhães e do prefeito Antonio Imbassahy, ambos do PFL, para levar o evento para a Salvador. A Cart, organizadora da Fórmula Indy, estuda disputar a etapa brasileira do ano que vem na cidade baiana, já que a corrida prevista para ocorrer no Rio de Janeiro foi cancelada às vésperas de sua realização, por causa de desentendimentos entre os organizadores e a prefeitura fluminense.De acordo com Fittipaldi, que detém os direitos sobre a Indy, a Cart poderá divulgar a decisão dentro de dois ou três meses. Ele também disse ter sido procurado pelo governo de Pernambuco para levar a Indy para Recife. O ex-piloto mostrou-se entusiasmado com a possibilidade de organizar a corrida em Salvador em razão dos atrativos turísticos e históricos da cidade. "A Bahia já concorre com o Rio em termos de turismo, é um lugar ideal para um evento como a Indy" .Aborrecimento - Fittipaldi revelou ter ficado muito "aborrecido" com as críticas que recebeu por ter se encontrado em Salvador com o senador baiano recentemente, depois das denúncias de envolvimento de ACM na violação do painel de votação do Senado. "Acho que a mídia não entendeu, eu não fui a Salvador para me encontrar com ACM, eu já estava lá", declarou, acrescentando que não pretende se envolver com política. "Não sou político, meu negócio é o esporte" .Fittipaldi afirmou que, se o senador errou, " é normal" que seja punido. O ex-piloto mostrou-se demasiadamente irritado com os jornalistas que o abordaram para comentar o seu possível apoio ao político. "Não quero me meter nisso, apenas dei um abraço nele; e é bom a gente receber um abraço quando está por baixo". Fittipaldi elogiou ACM, afirmando que a capital baiana mudou para melhor nos últimos 10 anos em parte graças aos "esforços" do senador. " Salvador agora é um local seguro e bem cuidado e é por isso que pode receber um evento esportivo importante como a Fórmula Indy".Novo Senna - Emerson Fittipaldi ficou bem mais à vontade ao falar sobre sua paixão, o automobilismo. De acordo com ele, o piloto colombiano de Fórmula 1 Juan Pablo Montoya será o novo Ayrton Senna. "Ele é um gênio, será logo um novo Ayrton Senna ou um Michael Schumacher", entusiasmou-se. De acordo com Fittipaldi, Montoya, de 25 anos, já é um piloto completo.Apenas terá de se adaptar às circunstâncias da Fórmula 1 para se tornar o próximo Senna. " E não é verdade que ele é arrogante; é um piloto jovem que não conhece muito bem o histórico do automobilismo, por isso pode dar essa impressão". Fittipaldi apresentou nesta quinta-feira, em São Paulo, seu projeto para a realização do fórum sobre segurança no trânsito "Driving 2001". O evento tem o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e será realizado em outubro, na capital paulista, com o o bjetivo de propor soluções para os problemas do transporte urbano. O projeto está sendo financiado pela Fittipaldi International Marketing.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.