Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

'Foi uma das provas mais difíceis que tive', diz Button

O piloto da McLaren teve de trocar os pneus várias vezes ao longo da prova

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 18h48

SÃO PAULO - Vencedor do GP do Brasil de Fórmula 1, Jenson Button afirmou que as condições climáticas no Autódromo de Interlagos tornaram a corrida deste domingo "uma das mais difíceis" de sua carreira. O piloto inglês da McLaren largou na segunda colocação, mas cruzou a linha de chegada na frente, ganhando pela primeira vez a etapa brasileira da categoria.

"Foi uma das corridas mais duras que já tive. As condições estavam bem difíceis. Em alguns momentos, você pensava que os pneus certos eram os intermediários", comentou o piloto da McLaren, se referindo às seguidas trocas de pneus ocorridas durante a corrida por causa da chuva, que parava e voltava durante as 71 voltas do GP do Brasil.

Button, assim como os demais pilotos, largou com pneus slick, mas terminou com os intermediários, após passar a maior parte da prova com compostos médios e duros. "Estávamos travando os pneus aqui e ali", disse o inglês, que revelou ter ficado sem informações sobre a corrida. "Não se trata apenas de conduzir o carro, você precisa ter todos os dados quando está lá fora, na pista."

Ele protagonizou boa disputa com o também inglês Lewis Hamilton na primeira parte da prova, mas, depois, não foi mais ameaçado pelo companheiro de equipe, que abandonou a corrida na 55ª volta - ele sofreu um toque do alemão Nico Hulkenberg, da Force India, e ficou com a sua McLaren sem condições de continuar na disputa.

Button lamentou a saída precoce de Hamilton, na última prova em que os dois competiram como companheiros de equipe. "Foi uma pena que Lewis não tenha aproveitado mais a corrida em sua despedida. Gostaria de me despedir dele. Passamos bons momentos juntos nos últimos três anos e provamos isso nas dez primeiras voltas quando fizemos uma boa disputa", afirmou o piloto que terminou a temporada em quinto lugar, com 188 pontos.

Após abandonar em sua última corrida pela McLaren, Hamilton vai se juntar à Mercedes para a disputa da temporada 2013. O inglês será o substituto do alemão Michael Schumacher, que se aposentou definitivamente da Fórmula 1 neste domingo. Seu companheiro de equipe a partir do próximo ano será o alemão Nico Rosberg.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilButton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.