Tom Gandolfini/AFP
Tom Gandolfini/AFP

Fórmula 1 anuncia a realização de provas em Portugal, Alemanha e Ímola

Categoria avança na retomada do calendário e já tem agora 13 etapas confirmadas para 2020

Redação, Estadão Conteúdo

24 de julho de 2020 | 11h51

A direção da Fórmula 1 confirmou nesta sexta-feira que o GP do Brasil não será disputado neste ano a anunciou mais três novas provas: em Portimão, Portugal, Nurburgring, Alemanha, e Ímola, na Itália. A decisão se deve ao temor dos casos de covid-19 no País, que registra um dos maiores números de infectados e de mortos no mundo. Será a primeira vez em quase 50 anos que não haverá prova no Brasil, que está presente de forma ininterrupta no calendário desde 1973.

De acordo com a cúpula da categoria, a decisão "se deveu à natureza fluída da pandemia de covid-19, às restrições locais e à importância de manter as comunidades e nossos colegas em segurança". A F-1 disse também que manteve longas discussões com todos os envolvidos de cada país. Também foram cancelados os GPs dos EUA, do Canadá e do México.

Em comunicado, o CEO da F-1, Chase Carey, disse estar ansioso para ver estas corridas no calendário de 2021. "Queremos reconhecer o esforço dos nossos incríveis parceiros das Américas e estamos ansiosos para estar de volta nestes países na próxima temporada, quando eles poderão novamente gerar emoção para milhões de fãs pelo mundo", declarou o principal dirigente da categoria.

O Brasil, contudo, ainda não tem contrato para receber uma etapa da temporada no próximo ano. O contrato da cidade de São Paulo se encerra neste ano. E, para o futuro, a capital paulista tem a concorrência do Rio de Janeiro, que alega estar perto de um acordo com os dirigentes da competição.

Portanto, há a possibilidade de São Paulo e o Autódromo de Interlagos não voltarem a receber uma corrida da F-1 tão cedo. O Rio diz negociar contrato de 10 anos com a categoria.

Semanas atrás, o governador paulista, João Doria, havia garantido que a prova seria realizada. "Para este ano, está confirmada a Fórmula 1 (no Brasil) e o autódromo está preparado para receber a Fórmula 1, evidentemente dentro dos protocolos de saúde. Os organizadores sabem que em qualquer parte do mundo devem obedecer os protocolos de saúde da cidade", disse. Semana passada, o governador abriu eventos em Interlagos.

NOVIDADES NO CALENDÁRIO

Ao mesmo tempo em que anunciou o cancelamento de todas as provas nas Américas, a F-1 divulgou novidades no tumultuado calendário deste ano. Mais três corridas foram adicionadas à temporada: os GPs de Portugal (Portimão), da Alemanha (Nurburgring) e de Ímola. As provas estão marcadas para os dias 11 e 25 de outubro e 1º de novembro, respectivamente.

Será a primeira vez que o Circuito Internacional de Algarve receberá uma corrida da F-1 - Portugal não recebia uma disputa desde 1996. Em Ímola, a prova será realizada no Autódromo Enzo e Dino Ferrari.

Com estes anúncios, o calendário deste ano tem confirmadas 13 corridas. A direção da F-1 espera contar com 15 a 18 provas neste ano. Inicialmente, a temporada teria o recorde de 22 etapas, o que foi impedido pela pandemia do novo coronavírus.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.