divulgação/ Instagram
divulgação/ Instagram

Fórmula 1: conheça os carros e as equipes da temporada 2019

GP da Austrália abre o campeonato e treinos livres começam nesta quinta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2019 | 17h27

A nova temporada da Fórmula 1 está para começar. A partir de 17 de março, na Austrália, os carros e pilotos iniciam a disputa do longo calendário desta temporada, que terá 21 provas ao longo de mais de oito meses do ano. Em um ano que novamente tem Lewis Hamilton, da Mercedes, como favorito, os destaques são as intensas trocas de pilotos, como a estreia do jovem Charles Leclerc na Ferrari e do experiente Kimi Raikkonen na Alfa Romeo.

Mercedes - F1 W10

A escuderia alemã Mercedes tentará prorrogar a hegemonia na Fórmula 1. Com a manutenção dos pilotos Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, a equipe pode vencer o Mundial de Construtores e o de Pilotos pela sexta vez consecutiva. Nos últimos anos a escueria ganhou 74 GPs.

Ferrari - SF90

A tradicional equipe italiana pintou o novo modelo na cor vermelho mais escuro. A principal esperança de vitórias reside no alemão Sebastian Vettel, que terá agora como companheiro o monegasco Charles Leclerc, de apenas 21 anos. A Ferrari não vence o Mundial de Pilotos desde 2007 e o último títulos de construtores foi em 2008.

Red Bull - RB15

Considerada a terceira força da categoria, a escuderia austríaca aposta tudo em juventude. O arrojado Max Verstappen, de 21 anos, terá como companheiro o francês Pierre Gasly, de 23 anos. Os dois foram formados no programa de jovens talentos da escuderia e têm boa experiência na Fórmula 1.

Renault - R.S.19

Após resultados consistentes no último ano, a Renault mudou a dupla de pilotos. O já experiente Nico Hulkenberg terá agora a companhia do australiano Daniel Ricciardo, que deixou a Red Bull após cinco temporadas para reforçar a escuderia.

Haas - VF-19

A equipe americana trocou de cores e apresentou para a temporada um modelo na cor preta, com detalhes em dourado. Já na composição da escuderia, não há novidades. O francês Romain Grosjean e o dinamarquês Kevin Magnussen continuam como os pilotos.

McLaren - MCL34

Depois de uma temporada ruim, a tradicional equipe inglesa trocou os dois pilotos. O espanhol Fernando Alonso deixou a categoria, assim como o belga Stoffel Vandoorne. A nova dupla é agora formada por jovens. O espanhol Carlos Sainz veio da Renault e o estreante Lando Norris chega à categoria com o status de grande revelação do automobilismo inglês.

Racing Point - RP19

A antiga Force India trocou de nome. O experiente mexicano Sérgio Pérez conseguiu um pódio no último ano e está mantido. O novo colega de equipe é o canadense Lance Stroll, que espera obter resultados mais convincentes depois de ficar dois anos na Williams.

Alfa Romeo - C38

De volta à Fórmula 1 depois de 34 anos, a Alfa Romeo assume a vaga da Sauber e aposta em uma mescla. O mais veterano do grid, Kimi Raikkonen, de 40 anos, será a estrela do time. O companheiro será o italiano Antonio Giovinazzi, que só disputou duas provas na Fórmula 1, ainda em 2017.

Toro Rosso - STR14

Depois de ter um 2018 péssimo, a Toro Rosso escolheu mudar totalmente a equipe, com duas apostas. O tailandês Alexander Albon vai estrear na categoria. O companheiro dele será Daniil Kvyat, que volta à Fórmula 1 após uma temporada de ausência.

Williams - FW42

A tradicional escuderia deu vexame no ano passado e arrisca pesado para tentar se recuperar. O principal piloto será o polonês Robert Kubica, que retorna à categoria depois de nove anos e após ter sofrido acidentes graves. O companheiro dele será o estreante George Russel, inglês de 20 anos que se destacou em categorias inferiores.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.