Fórmula 1 estuda mudanças na programação dos GPs

Escuderias planejam treinos mais atrativos para o público e também pensam em acabar com o reabastecimento

EFE

14 de outubro de 2008 | 11h10

A recém-criada Associação de Escuderias da Fórmula 1 (Fota, na sigla em inglês) se reunirá neste fim de semana no circuito de Xangai, por ocasião do GP da China, para analisar mudanças na programação das etapas.   Confira o vídeo:  Hamilton x Massa: brasileiro e inglês brigam pelo título   Segundo Martin Whitmarsh, diretor da McLaren, a intenção é fazer com que a programação influencie positivamente e não "desvirtue a pureza da competição", tão importante na Fórmula 1.   "Nas sextas, estamos estudando como ter mais espetáculo e um pouco de competição. Também veremos o que fazer sábado e domingo para que os resultados das corridas sejam menos previsíveis", comentou.   Outra questão proposta é o fim do reabastecimento dos carros durante as corridas. A mudança causaria uma redução na distância das provas, atualmente de 305 quilômetros, devido à capacidade de combustível que cada tanque tem. Whitmarsh disse ainda que será estudada a limitação dos testes entre as provas.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.