Fórmula 1: FIA estudará caso de difusores em 14 de abril

Reunião da Corte de Apelação da Federação irá acontecer depois dos GPs da Austrália e da Malásia

EFE,

28 de março de 2009 | 00h25

Oliver Multhaup/AP

Difusor utilizado pela Williams em seu carro, que tem causado a maior polêmica do momento na F-1

MELBOURNE - A Corte de Apelação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) se reunirá no próximo dia 14 de abril em Paris para estudar as apelações apresentadas contra os difusores das escuderia Brawn GP, Williams e Toyota da Fórmula 1.

Veja também:

linkFIA libera difusor de Brawn, Williams e Toyota na Fórmula 1 

A corte recebeu as apelações apresentadas pelas autoridades esportivas de Áustria, França e Itália, em representação das escuderias, Red Bull, Renault e Ferrari, contra a decisão dos comissários do GP da Austrália, que tinham rejeitado a exigência sobre os difusores feitas por outros concorrentes.

Em 14 de abril, depois da disputa dos GPs de Austrália e Malásia, e antes dos de China e Bahrein, a Corte de Apelação se reunirá em Paris, na sede da FIA, para estudar o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.