Fórmula 1 terá nova equipe em 2006

Confirmado: a Fórmula 1 terá uma nova equipe em 2006. Ela será chamada de MidlandF1 e pertencerá ao magnata russo Alexander Shnaider, de 36 anos, conforme foi anunciado pelo seu grupo nesta sexta-feira.Mas o magnata russo não adquiriu a Jaguar, como chegou a se comentar no autódromo de Suzuka, onde domingo acontece o GP do Japão. "Sabemos o quanto é difícil vencer na F1, mas tenha a certeza de que vencer está na nossa agenda", afirmou Shnaider, nascido em São Petesburgo, mas de nacionalidade canadense também.O grupo Midland analisou três grandes eventos esportivos antes de decidir onde investir seu dinheiro. "Há a opção da Olimpíada, da Copa do Mundo e da Fórmula 1. Como os dois primeiros se realizam apenas de 4 em 4 anos, ficou fácil escolher a F1", contou Shnaider. "Nossos investimentos são globalizados e buscávamos uma plataforma de comunicação de nossas atividades." O magnata russo revelou já ter tido vários encontros com Bernie Ecclestone, o promotor do Mundial de Fórmula 1, que, segundo disse Shnaider, viu com entusiasmo a chegada da Midland à categoria. Mas não houve nenhuma citação se o depósito-caução de US$ 48 milhões exigidos pela FIA para as equipes novas na F1 já foi efetuado.Sobre os altos custos da F1, ele não vê grandes problemas. "Temos meios próprios de bancar a equipe, embora nossa condição favoreça a acordos com patrocinadores", afirmou Shnaider. "Um time necessita de US$ 100 milhões por temporada para uma participação razoável e é quanto nosso grupo pretende investir no começo."As empresas do grupo Midland, que atua na área de aço, transporte, construção e agricultura, empregam mais de 50 mil funcionários. Seus mercados principais são China, Rússia, ex-repúblicas soviéticas, nações do Leste europeu e Turquia. E tem sedes administrativas no Canadá, Suíça e Inglaterra.Ao informar que a base de sua equipe será na Inglaterra, o magnata russo deu a entender que pode, ainda, adquirir toda a estrutura da Jaguar para desenvolver sua própria escuderia. O carro da MidlandF1 será encomendado à Dallara, fabricante italiano que tem quase o monopólio da Fórmula 3.Nada foi dito a respeito do motor que a MidlandF1 utilizará. Sabe-se apenas que a intenção de Shnaider é ter um piloto russo e que contará com a ajuda de Sergey Zlobin, que chegou a realizar alguns testes na Fórmula 1, para encontrá-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.