Divulgação/Fórmula E
Divulgação/Fórmula E

Fórmula E lança novo modelo, e bateria mais potente vai dispensar troca de carro

A partir da próxima temporada, a quinta da categoria, competidores terão tecnologia avançada e veículos mais velozes

O Estado de S. Paulo

10 Março 2018 | 17h00

A Fórmula E, categoria da Federação Internacional do Automobilismo (FIA) para carros elétricos, terá novidades na próxima temporada, com início no meio do ano. A organização do campeonato apresentou na última semana na Suíça o novo modelo, que tem como principal mudança a duração maior da bateria. Isso vai dispensar dos pilotos o ritual de troca do carro no meio das provas, como é realizado o começo da competição.

+ Ganho elevado e competitividade atraem estrelas para a Stock Car

+ Raikkonen lidera último dia de testes em Barcelona

A nova versão dos carros terá 250kw de potência e não mais 150kw, como na primeira geração. O acréscimo vai possibilitar que a velocidade chegue até 280 km/h. A alteração é vista pelos organizadores como uma grande evolução tecnológica da categoria, que está na sua quarta temporada e tem como uma das propostas a inovação e o uso de energia limpa.

"A Fórmula E vai continuar a incentivar o desenvolvimento da tecnologia dos carros elétricos, e o novo carro é uma importante marca nesta jornada", disse o presidente da FIA, o francês Jean Todt. A nova geração de carros terá a capacidade da bateria dobrada em comparação à atual versão.

Essa mudança vai beneficiar bastante os pilotos. O modelo de bateria em uso dura somente metade da prova, o que obrigava os competidores a trocar de veículo no meio da corrida. Agora, para o início da quinta temporada, isso não será mais necessário. "Fazer algo mais rápido com o dobro da eficiência era um grande desafio. Acho que será espetacular vermos isso na pista na quinta temporada", afirmou o diretor técnico da FIA, Gilles Simon.

Outra novidade para a próxima temporada será no visual. Os carros passarão a ter um faixa de LED para mostrar ao público a estratégia da equipe, como o modo selecionado para a bateria, assim como outras informações da corrida. Os modelos também passarão a ter o halo como acessório de segurança e um modelo mais moderno de pneus, mais leve que o atual.

A quarta temporada já teve cinco das 12 etapas realizadas. O líder do campeonato é o francês Jean-Éric Vergne. A próxima prova está marcada para o fim de semana que vem, em Punta del Este, no Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.