Orley Silva/Divulgação
Orley Silva/Divulgação

Fórmula Truck confirma prova no México e sonha em correr nos EUA

Categoria já corre em Buenos Aires, na Argentina, desde a temporada 2009, e quer se expandir

RAFAEL VERGUEIRO, estadão.com.br

26 de fevereiro de 2011 | 15h20

SANTA CRUZ DO SUL - A Fórmula Truck não se contenta em ter apenas uma prova fora do Brasil em seu calendário. A categoria, que já corre em Buenos Aires, na Argentina, desde 2009, sonha com mais corridas internacionais a partir de 2012. De acordo com a presidente Neusa Navarro Félix, já é certeza que haverá uma disputa no México no ano que vem. E agora a principal meta é chegar aos Estados Unidos.

"A Cidade do México é certeza que vamos para lá. Só preciso conhecer o autódromo. Eu mandei o projeto e eles ficaram encantados", declarou. Já nos EUA, pode acontecer uma corrida em Miami no ano que vem. "Do meio do ano em diante quero estar trabalhando nisso. Tem dois circuitos e a Truck norte-americana ainda não correu lá."

Se o sonho virar realidade, a F-Truck será a primeira categoria brasileira a ter uma prova disputada nos Estados Unidos. E Neusa acredita que na América do Norte a categoria pode conquistar o público, como aconteceu em Buenos Aires. "O autódromo lá sempre está cheio (ano passado, foram 65 mil pessoas), eles são fanáticos. Corrida de caminhão é um grande atrativo para eles, algo que não existe por lá."

Segundo Neusa, a preocupação em agradar o público é prioridade número 1 da Fórmula Truck. Ela garante que, quem for acompanhar as provas neste ano, terá entretenimento para se divertir antes das corridas. Os shows de manobras dos caminhões costumam ser realizados antes das corridas. A competição começa neste domingo com a etapa de Santa Cruz do Sul (RS), a partir das 13 horas (com Band).

Mais pilotos. Outro objetivo da F-Truck para os próximos anos é atrair mais pilotos de ponta. A dificuldade é convencê-los a guiar caminhões, afinal, a maioria está acostumada com os carros.

"Quem corre na Truck só pode correr na Truck, não pode misturar com outra categoria na mesma temporada", lembra Neusa. Mesmo assim, ela não perde o otimismo. "Quando a Fórmula Truck foi criada, era para ser uma categoria de caminhoneiros, mas hoje a visão é bem diferente, com pilotos consagrados na pista. E certamente poderemos trazer mais nos próximos anos."

* O repórter viaja a convite da organização

Veja também:

link Beto Monteiro larga na pole na primeira etapa da Fórmula Truck

link Mulheres ganham mais espaço na Fórmula Truck em 2011

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.