Fórmula Truck na ?vitrine? de SP

A terceira das nove provas da Fórmula Truck é a chamada "corrida vitrine" por todos os pilotos. O prestígio de vencer em São Paulo, diante de 50 mil pessoas que lotam o autódromo de Interlagos, dá prestígio para piloto, patrocinadores e equipes. A definição do grid, neste sábado, está marcada para as 15h. A corrida será às 14h, domingo, com transmissão da RedeTV.A categoria é a única além da Fórmula 1 em que são montadas arquibancadas tubulares para abrigar entre 50 e 60 mil pessoas. Este é um dos motivos pelos quais vários pilotos sentem um "friozinho na barriga". Roberval Andrade, o vencedor da prova em 2004, admite: "Dá muita ansiedade de correr aqui. Todo mundo quer mostrar potencial porque é a prova mais importante do ano. Domingo estarão aqui vários diretores da Scania, funcionários, um pessoal de fora. Acho que vamos ter mais de três mil convidados." O piloto, também dono da equipe Roberval Motorsport, correrá em casa. "Além de toda essa responsabilidade, toda a família, os amigos vão estar aqui. Todo mundo fica falando para eu repetir o desempenho do ano passado, tem toda uma pressão", ressalta.Companheiro de equipe de Roberval, Felipe Giaffone está estreando na categoria. Ex-piloto da IRL, o novato está acostumado a correr em autódromos cheios. Apesar disso, tem uma grande expectativa para a prova de amanhã. "Ainda não deu nenhum frio na barriga, mas quando vir o autódromo cheio acho que vai dar uma ansiedade. Estou ouvindo todo mundo falar dessa prova de São Paulo, e só vi essa movimentação aqui para provas de Fórmula 1", declara.Vencedor da primeira etapa, em Caruaru, Beto Napolitano não teve sorte no primeiro treino livre desta sexta-feira. O motor de seu Volkswagen quebrou. "Mas a equipe é muito boa e vai estar tudo certo para amanhã (14), na tomada de tempo." O piloto já correu em outras categorias no autódromo de Interlagos, e está satisfeito pela competitividade da Truck. "Antes eu corria de turismo e era às moscas. Mesmo a Stock Car, que tem a Globo, não coloca tanta gente no autódromo de Interlagos. É muita emoção correr aqui porque existem as torcidas das marcas. São arquibancadas lotadas", assinala.Um dos poucos que não se sentem emocionados com o público é Beto Monteiro, o atual campeão da categoria, que corre de Ford: "A prova de São Paulo é muito boa para pilotos, equipes, patrocinadores e público.É a ´corrida vitrine´ para todos nós. Mas eu sempre entro muito focado, tem 50, 60 mil pessoas não muda minha ansiedade pela prova. Até porque as outras corridas também levam bastante gente aos autódromos." Segundo Beto, é em São Paulo que a temporada começa. "Não fui muito bem nas outras duas corridas. Mas acertamos o caminhão e espero que a partir de agora as coisas melhorem." Os ingressos continuam à venda a R$ 25 e todos os postos de venda podem ser encontrados no site www.formulatruck.com.br. Estudantes pagam meia-entrada apenas nas bilheterias do autódromo de Interlagos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.