Alessandro Bianchi/Reuters
Alessandro Bianchi/Reuters

Fotos atuais de Michael Schumacher estariam à venda por R$ 5 milhões, diz jornal

Uma 'pessoa desconhecida' teria invadido a casa do ex-piloto na Suíça; família acionou a polícia

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2020 | 11h42

Desde que sofreu o acidente de esqui em 2013, o ex-piloto Michael Schumacher, sete vezes campeão mundial de F-1, tem seu estado de saúde mantido em segredo. No entanto, possíveis fotos das atuais condições do alemão podem estar sendo vendidas por cerca de 1 milhão de libras (R$ 5,5 milhões).

De acordo com o jornal britânico Mirror, a casa de Schumacher em Genebra, na Suíça, teria sido invadida por uma "pessoa desconhecida", que tirou fotos do piloto. O heptacampeão estaria deitado em uma cama e as imagens foram oferecidas por 1 milhão de libras.

Segundo o diário inglês, o caso aconteceu em dezembro, mas só foi divulgado nesta semana. A mulher de Schumacher, Corinna Betsch, que luta para manter o estado de saúde do marido a portas fechadas, entrou em contato com a polícia local e pediu para que medidas fossem tomadas contra o invasor. A identidade do fotógrafo não foi revelada.

"A saúde de Michael não é uma questão pública e, portanto, não vamos comentar isso", disse Sabine Kehn, assessora da família do piloto.

No dia 29 de dezembro de 2013, Schumacher se desequilibrou quando esquiava em uma pista de esqui em Méribel, no sul da França, e bateu a cabeça em uma rocha. O impacto gerou graves lesões cerebrais. A família, desde então, tenta manter seu estado de saúde em silêncio absoluto. Recentemente, no entanto, em uma das raras declarações públicas, Corinna deu a entender que o alemão segue reagindo lentamente. Schumacher, de 51 anos de idade, nunca mais foi visto em público desde o acidente./ (ANSA)

 

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Michael Schumacher

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.