Duda Bairros/Vicar
Duda Bairros/Vicar

Fraga ganha 1ª corrida e Barrichello fatura 2ª em etapa da Stock Car na Argentina

Domingo marcou volta da prova ao país após dez anos

Estadão Conteúdo

01 Outubro 2017 | 20h02

Felipe Fraga e Rubens Barrichello foram os principais destaques da etapa de Buenos Aires do campeonato da Stock Car, que foi realizada na tarde deste domingo em sistema de rodada dupla e marcou o retorno de uma prova da categoria em solo argentino depois de dez anos.

+ Leia mais notícias sobre velocidade

Fraga, da equipe Cimed Racing, foi o vencedor da primeira prova do dia, que foi iniciada com uma hora de atraso por causa da tempestade que alagou a pista e fez estragos dentro das dependência do autódromo Juan y Oscar Galvez na capital argentina. Pouco depois, na segunda corrida da rodada dupla, Rubinho, da equipe Full Time, ficou com a vitória para fechar o dia no topo do pódio.

O dia começou de forma conturbada, pois a largada da primeira prova precisou ser realizada com o carro de segurança pelo fato de a pista ainda estar muito encharcada e inviabilizar a largada com os pilotos saindo de seus respectivos postos no grid que conquistaram no treino de classificação do último sábado.

Líder do campeonato, Daniel Serra, da equipe Eurofarma, largou na pole na primeira corrida e se manteve em primeiro nas voltas iniciais, mas depois não conseguiu segurar Felipe Fraga no retão e depois da parada para reabastecimento também perdeu a segunda posição para Thiago Camilo, terminando esta disputa inicial do dia em terceiro.

Fraga, por sua vez, festejou o fato de que conseguiu triunfar após fracassar na tentativa de conquistar a primeira posição do grid no sábado. "Ontem faltou pouco para fazer a pole, ficamos um pouco tristes porque sabemos onde erramos. No warm-up o carro rendeu bem na chuva e na corrida consegui usar o botão de ultrapassagem no momento certo, o Thiago Camilo e o Daniel Serra patinaram na pista e consegui fazer as ultrapassagens", ressaltou.

Apenas o 21º colocado da primeira prova do dia, Barrichello acabou triunfando na segunda corrida após sua equipe apostar em uma estratégia de usar pneus para pista seca. O ex-piloto de Fórmula 1 foi beneficiado pelo fato de que a pista foi secando aos poucos, sendo na primeira prova, com asfalto molhado, Rubinho chegou a ter um pneu furado.

E, mesmo partir da 21ª posição do grid, o veterano piloto foi colecionando ultrapassagens e ainda superou o desafio de guiar com a visão prejudicada por causa de uma pedra que atingiu o vidro do seu carro e estilhaçou o mesmo. "Foi uma grande corrida, o vidro do carro quebrou bem no meu campo de visão. Estou muito feliz, é uma vitória para deixar a gente animado depois de uma etapa que não começou muito boa para a equipe. O acaso nos levou a colocar o (pneu) slick. O meu carro estava muito bom e no final foi só controlar o consumo de combustível", festejou Rubinho.

Max Wilson, da equipe RC, e Rafael Suzuki, da Cavaleiro, completaram o pódio desta segunda corrida com as respectivas segunda e terceira posições. Wilson, por sua vez, garantiu o segundo lugar após ultrapassar Suzuki nas últimas voltas da prova.

Com os resultados deste domingo, Daniel Serra, apenas o 22º colocado na segunda prova em Buenos Aires, se manteve na liderança do campeonato, com 259 pontos, apenas quatro à frente de Thiago Camilo. Já Fraga, que foi sexto colocado na segunda prova, assumiu a terceira posição na classificação geral, com 214. Barrichello, por sua vez, agora é o quinto colocado do campeonato, com 186, enquanto Átila Abreu é o quarto, com 203.

Cacá Bueno, vencedor da etapa anterior da prova da Stock na Argentina, realizada em 2007, foi apenas o 19º colocado na primeira corrida do dia e depois foi o quinto na segunda. A próxima etapa da Stock Car será realizada no autódromo de Tarumã, em Viamão, no Rio Grande do Sul, no dia 22 de outubro.

Mais conteúdo sobre:
Stock Car

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.