Frentzen mantém acusações à Ferrari

O piloto alemão Heinz -Harald Frentzen, da Jordan, não recuou uma vírgula nas acusações à Ferrari. Depois de permanecer boa parte da corrida na Austrália, que abriu o Mundial de F-1, entre os dois pilotos da Sauber, que competem com motor Ferrari, ele afirmou que os italianos têm no seu V-10 o controle de tração. "Disso eu não tenho a menor dúvida", afirmou hoje. "Os engenheiros da Ferrari desenvolveram um programa de computador que faz a potência cair quando as rodas começam a girar em falso, o que os ajuda muito a tracionar o carro." Depois concluiu: "Não se pode dizer, contudo, que se trata de um recurso ilegal. Hoje é impossível classificar o que é permitido ou não, por isso o controle de tração voltou a ser liberado na Fórmula 1." A partir do GP da Espanha, dia 29 de abril, quarta prova do campeonato, ele poderá ser usado nos carros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.