Zak Mauger/Fórmula 2
Zak Mauger/Fórmula 2

Futuro parceiro de Sette Câmara na F-2, Latifi será piloto reserva da Williams

Já o brasileiro será piloto de testes da McLaren em 2019

Estadão Conteúdo

03 Dezembro 2018 | 14h10

Após confirmar sua dupla de pilotos titulares para 2019, a Williams anunciou nesta segunda-feira o canadense Nicholas Latifi como reserva para o Mundial de Fórmula 1 do próximo ano. O piloto de 23 anos será parceiro de Sérgio Sette Câmara na equipe DAMS na Fórmula 2 em 2019 - o brasileiro será piloto de testes da McLaren.

Será a terceira experiência do piloto na Fórmula 1. Neste ano, ele foi piloto de testes da Force India e foi para a pista em treinos livres, como aconteceu no GP do Brasil. Em 2017 e 2016, exerceu a mesma função pela equipe Renault. Ainda em busca de uma vaga de titular na F-1, ele afirma que sua meta é encerrar sua passagem pela F-2 em 2019 - disputará sua sexta temporada pela categoria.

Neste ano, a oportunidade de ganhar espaço na F-1 quase surgiu de forma inesperada. Seu pai, o empresário Michael Latifi, chegou a entrar na briga para comprar a Force India, que acabou sendo adquirida por um consórcio liderado pelo também canadense Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll, que acabou se tornando o titular para 2019, deixando justamente a Williams para trás.

Nicholas Latifi chega à função de reserva do time britânico com bastante experiência nas categorias de acesso, como a F-2 (na qual faturou três vitórias neste ano), mas sem títulos de expressão.

Na Williams, ele terá a função de auxiliar os titulares Robert Kubica e George Russel, seu rival na temporada 2018 da F-2. Latifi fará trabalho no simulador e estará à disposição da equipe nos finais de semana de corrida.

O canadense já sabe qual será o seu cronograma na pista pela equipe britânica. Ele vai pilotar pela Williams em seis treinos livres, dois dias de testes da intertemporada, um dia de teste da pré-temporada, em Barcelona, e mais dois dias de testes da Pirelli.

"Estou muito feliz por me unir a um time tão icônico como a Williams. É uma oportunidade fantástica de continuar meu desenvolvimento na Fórmula 1 e aumentar minha experiência na pista, com mais chances em treinos livres", declarou Latifi. "Estou ansioso por passar um bom tempo na fábrica da equipe, em Grove, para mergulhar no time e ajudar no que puder. Será uma oportunidade incrível."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.