Divulgação/Prema
Divulgação/Prema

Gianluca Petecof conquista a Fórmula 3 Regional Europeia e garante pontos para superlicença

Paulistano de 18 anos supera irmão de Charles Leclerc e avança em importante degrau rumo à Fórmula 1

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2020 | 15h25

Um outro brasileiro conseguiu um grande resultado no automobilismo neste domingo. No mesmo dia em que Pietro Fittipaldi estreou na Fórmula 1 pela Haas, o piloto Gianluca Petecof, de 18 anos, se tornou o campeão da Fórmula 3 Regional Europeia, na Itália. Com o quinto lugar na corrida disputada em Vallelunga, o paulistano garantiu o título e outro feito muito importante. Ele somou os pontos necessários para obter a superlicença, documento que habilita um piloto a disputar corridas de Fórmula 1.

Para garantir o título, Gianluca venceu a concorrência com o francês Oliver Rasmussen e o monegasco Arthur Leclerc, irmão de Charles Leclerc. Para confirmar a conquista, o piloto brasileiro contou com a regularidade. Entre os candidatos a campeão, ele foi o único a somar pontos nas 23 etapas. Foram quatro vitórias, sete segundos lugares, seis pole positions e sete voltas mais rápidas.

"É maravilhoso conquistar esse campeonato. Tivemos alguns problemas durante o ano, quero agradecer a todas as pessoas que estiveram comigo", disse Gianluca após a prova final. O piloto está há três anos na Academia Ferrari, projeto da equipe italiana voltado a desenvolver e revelar talentos. "Às vezes não pudemos lutar pela vitória, mas marquei pontos em todas as corridas, é assim que funciona. Estou muito, muito feliz", comentou.

A última etapa do campeonato foi marcada pela chuva. Ainda com pista molhada, os carros partiram atrás do safety car, com Gianluca em quinto. Logo depois da largada, o principal adversário na briga pelo campeonato,  Leclerc, saiu da pista e abandonou a prova. Com isso, o paulistano já estava com o título assegurado.

Com o título, o piloto aguarda uma possível chance no próximo degrau rumo à Fórmula 1. O provável é o brasileiro disputar ano que vem o campeonato da Fórmula 3. Um dos diferenciais no currículo de Gianluca é justamente a conquista da superlicença. Além dele, somente outros dois brasileiros têm a habilitação: Pietro Fittipaldi e Sérgio Sette Câmara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.