Gil de Ferran é pole em Laguna Seca

Dois brasileiros, companheiros na equipe Penske e concorrentes diretos pelo título da Fórmula Indy. Gil de Ferran e Hélio Castro Neves travaram um duelo volta a volta, na tarde deste sábado, para conseguir a primeira posição no grid de largada do GP de Laguna Seca. Gil levou a melhor e ficou com a pole para a prova deste domingo, que começa às 18 horas (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo da TV Record e da DirecTV.Após a derrota na apertada disputa, Helinho não conseguiu esconder sua frustração. Afinal, faltava menos de 1 minuto para o final do treino quando Gil assumiu a primeira posição, com o tempo de 1m08s596. Helinho ainda tinha mais uma chance de obter a pole, mas Gil rodou na pista e a sessão acabou sendo interrompida.?Fazer o quê? Estava numa volta rápida e perdi a chance de somar mais um ponto. Mas é melhor conseguir 21 (vitória e mais o ponto extra por liderar o maior número de voltas na corrida) do que apenas um?, afirmou Helinho, que fez o tempo de 1m08s678 e sairá na segunda posição. O terceiro colocado do grid foi o neozelandês Scott Dixon (PacWest), com 1m08s972.Com a pole, Gil conseguiu o ponto extra e já tem 164, aumentando sua vantagem na liderança do campeonato. Agora, ele tem 11 a mais do que o sueco Kenny Brack (Rahal), que larga em 14º lugar neste domingo. Helinho está com 133 pontos e é o terceiro colocado na temporada.?Foi um ponto importante, mas a corrida será muito complicada. O Hélio está muito rápido?, avaliou Gil. O líder e atual campeão da Indy também que fez questão de dizer que a sua rodada no final da sessão, que acabou encerrando o treino, não foi de propósito para que ele garantisse a pole. Mas isso, com certeza, não diminuiu a frustração do seu companheiro de equipe.Entre os demais brasileiros, Roberto Moreno (Patrick) foi o 4º colocado, com o tempo de 1m09s057, Tony Kanaan (MoNunn) foi o 6º, com 1m09s515, Cristiano da Matta (Newman/Haas) foi o 7º, com 1m09s555, Bruno Junqueira foi o 12º, com 1m09s966, Mauricio Gugelmin foi o 13º, com 1m10s001, e Christian Fittipaldi foi o 19º, com 1m10s425.Problemas - O brasileiro Max Wilson (Arciero) viveu um drama no qualifying. Como ele havia sofrido um leve acidente durante o treino livre deste sábado, a sua equipe correu para consertar o carro a tempo da sessão que definiria o grid. ?Não estragou muito, mas entrou um pouco de sujeira no motor e foi preciso limpá-lo?, explicou o piloto, que tinha ficado sem carro reserva após bater na sexta-feira.Entre um treino e outro, foram 2 horas e 30 minutos de expectativa. Ainda assim, o carro só ficou pronto quando faltavam pouco mais de 9 minutos para o final da sessão. Com isso, Max conseguiu fazer apenas o último tempo entre os participantes (1m12s014). ?Pelo menos, deu para treinar e garantir presença na corrida?, disse o brasileiro, bem mais aliviado. O norte-americano Bryan Herta, da Forsythe, teve problemas no seu carro e foi desclassificado da sessão de treino e vai largar em 26º, na última colocação.Confira o grid de largada do GP de Laguna Seca:1) Gil de Ferran (Brasil)2) Hélio Castro Neves(Brasil)3) Scott Dixon (Nova Zelândia)4) Roberto Moreno (Brasil)5) Paul Tracy (Canadá)6) Tony Kanaan (Brasil)7) Cristiano da Matta (Brasil)8) Alex Tagliani (Canadá)9) Patrick Carpentier (Canadá)10) Tora Takagi(Japão)11) Jimmy Vasser (Estados Unidos)12) Bruno Junqueira (Brasil)13) Mauricio Gugelmin (Brasil)14) Kenny Brack (Suécia)15) Michel Jourdain Jr. (México)16) Michael Andretti (Estados Unidos)17) Adrian Fernandez (México)18) Casey Mears (Estados Unidos)19) Christian Fittipaldi (Brasil)20) Shinji Nakano (Japão)21) Oriol Servia (Espanha)22) Dario Franchitti (Escócia)23) Memo Gidley (Estados Unidos)24) Max Papis (Itália)25) Max Wilson (Brasil)26) Brian Hertha (Estados Unidos)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.