Gil e Helinho estão de lados opostos

Ano passado, quando foi campeão da Fórmula Indy, o brasileiro Gil de Ferran contou com a ajuda do seu companheiro na equipe Penske, o também brasileiro Hélio Castro Neves, nas últimas provas da temporada. Agora, como Helinho ainda está na briga pelo título, Gil terá que lutar por conta própria no GP da Austrália, que acontece no próximo domingo e pode lhe garantir o bi.As chances de Helinho no campeonato são muito pequenas, mas ele prefere não jogar a toalha. Com 141 pontos, ocupa a terceira posição na classificação, atrás do sueco Kenny Brack (Rahal), que tem 153. Gil está em primeiro lugar, com 179, sendo que há apenas mais 44 pontos em jogo, nas etapas da Austrália e de Fontana (dia 4 de novembro).?Realmente, no ano passado o Hélio foi fantástico na reta final do campeonato e me ajudou bastante?, lembra Gil. ?Fazer o jogo de equipe e ajudar o companheiro é normal. Faria isso de novo tranqüilamente. Mas, por enquanto, ainda tenho chances e vou lutar por elas. É melhor ainda ter alguma chance de ser campeão do que não ter nenhuma?, avisa Helinho.Sozinho na briga com Brack e o próprio Helinho - os únicos três pilotos com chances matemáticas de ser o campeão -, Gil ainda luta contra um retrospecto negativo no circuito de rua de Surfers Paradise, onde acontece a etapa da Austrália. Nos últimos dois anos, ele abandonou a prova logo na primeira volta, após se envolver em acidentes.?Espero ter mais sorte dessa vez, porque preciso ir bem para não deixar o título escapar?, afirma Gil, consciente de que falta pouco para entrar no seleto grupo dos bicampeões da Indy, junto com Rick Mears (1981-82), Bobby Rahal (1986-87) e Alex Zanardi (1997-98). Presença confirmada - Apesar do incrível acidente que sofreu no GP de Laguna Seca, no último dia 14, o espanhol Oriol Servia (equipe Sigma) não sofreu nada grave e já está liberado para participar normalmente da etapa na Austrália, neste fim de semana. Os treinos livres no circuito de rua de Surfers Paradise começam na sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.