Site Oficial / Fórmula 1
Site Oficial / Fórmula 1

Giovinazzi será parceiro de Raikkonen na Sauber na próxima temporada da Fórmula 1

Marcus Ericsson, atualmente titular, passará a ser piloto de testes da equipe

Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2018 | 11h46

A Sauber anunciou oficialmente nesta terça-feira que o italiano Antonio Giovinazzi será o parceiro de equipe do finlandês Kimi Raikkonen na próxima temporada da Fórmula 1. O piloto de 24 anos foi confirmado como substituto do monegasco Charles Leclerc, recém-contratado pela Ferrari para formar dupla titular com o alemão Sebastian Vettel.

Atual piloto reserva da tradicional escuderia italiana, Giovinazzi viu se abrir um caminho para a sua ida à Sauber depois que Raikkonen, veterano campeão do mundo de 2007, acertou o seu retorno justamente para o time suíço, no qual iniciou a sua carreira na F-1 em 2001.

Leclerc, de apenas 20 anos, disputa a sua primeira e última temporada como titular da Sauber, que se tornou uma espécie de equipe satélite da Ferrari nos últimos anos. Formado pela academia de pilotos do time de Maranello, o monegasco vive a sua temporada de estreia na categoria máxima do automobilismo e assim vai percorrer caminho inverso ao de Raikkonen, que completará 39 anos no próximo mês.

Escolhido como substituto de Leclerc, Giovinazzi já havia participado de treinos de pré-temporada pela Sauber em 2017, ano em que chegou a disputar duas corridas pelo time suíço como substituto do lesionado Pascal Wehrlein. O piloto estreou na categoria no GP da Austrália, terminando em 12º lugar, e em seguida participou do GP da China, que ele abandonou antes do fim da prova.

Além de confirmar Giovinazzi como titular para o campeonato de 2019, a Sauber informou que o sueco Marcus Ericsson passará a exercer o papel de piloto reserva na próxima temporada. E, ao comentar a contratação do italiano, o chefe da equipe suíça baseada em Hinwil, Frederic Vasseur, afirmou que o jovem "provou ter um grande potencial" quando guiou pela equipe em algumas oportunidades ao longo dos dois últimos anos.

A contratação de Giovinazzi também ocorre na esteira do fato de que a Sauber fechou no início deste ano uma parceria com a Alfa Romeo, tradicional fabricante de carros italiana, que ajudou a garantir a volta de um piloto do seu país como titular de uma equipe da Fórmula 1.

Um representante da Itália não disputa uma temporada inteira da F-1 desde 2011, quando Jarno Trulli e Vitantonio Liuzzi deixaram a categoria no final daquele ano. "A decisão de eleger Antonio Giovinazzi é particularmente significativa no âmbito do projeto que nesta temporada viu o retorno da Alfa Romeo ao auge do automobilismo após um hiato de mais de 30 anos", destacou a Sauber, no comunicado desta terça-feira, se referindo ao fato de que a montadora já foi um dos times do grid da categoria no passado.

O piloto italiano, por sua vez, comemorou a chance que terá de disputar pela primeira vez um campeonato como titular de um time da F-1. "Gostaria de agradecer à escuderia Ferrari e à equipe Alfa Romeo Sauber por me concederem esta grande oportunidade. Estou muito motivado e não posso esperar para começar a trabalhar para alcançarmos grandes resultados juntos", disse Giovinazzi, que nesta temporada já participou de dois treinos livres pela Sauber, nos GPs da Alemanha e da Hungria, e agora está pronto para participar de um terceiro neste fim de semana, quando Sochi, na Rússia, vai abrigar a próxima etapa do Mundial.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.