Glock garante que continua na equipe Virgin em 2011

O piloto alemão Timo Glock tratou de acabar nesta sexta-feira com as especulações na imprensa de que estaria tentando trocar de equipe, ao garantir que continua na Virgin na próxima temporada da Fórmula 1. Mas ele também revelou que a permanência do brasileiro Lucas di Grassi, que foi seu companheiro neste ano, ainda não está assegurada.

AE, Agência Estado

03 de dezembro de 2010 | 11h35

"Eu definitivamente vou pilotar pela Virgin", avisou Glock, em entrevista divulgada nesta sexta-feira no site oficial da equipe. "Houve muita especulação sobre o fato de eu querer deixar a equipe, mas não quero sair. Quero melhorar e evoluir com a equipe. Está 100% certo de que vou ficar aqui", completou o piloto de 28 anos.

A Virgin estreou nesta temporada na Fórmula 1, apostando num piloto com uma certa experiência na categoria (Glock) e um novato (Di Grassi). Com dificuldades financeiras, a equipe andou sempre os últimos colocados e não somou um ponto sequer. Agora, com o investimento de uma empresa russa, espera evoluir no ano que vem.

"Com tudo o que aprendemos neste ano, pudemos dar um grande passo na próxima temporada", avaliou Glock. Mas ainda resta saber quem será o seu companheiro de equipe em 2011, já que Di Grassi não está garantido. "A equipe quer ter a melhor combinação de juventude e experiência. Mas acho que isso será definido logo", afirmou o alemão.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1VirginTimo Glock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.