Divulgação/Fórmula 1
Divulgação/Fórmula 1

Governador de Istambul impede público no GP da Turquia em 15 de novembro

Organizadores esperavam receber até 100 mil espectadores na capital turca, mas as autoridades indicaram que isso não será possível

Redação, Estadao Conteudo

05 de outubro de 2020 | 16h26

O plano de organizar o Grande Prêmio da Turquia de Fórmula 1 com a presença de público foi descartada, nesta segunda-feira, pelo governador de Istambul. Os organizadores esperavam receber até 100 mil espectadores no circuito da capital turca para a primeira corrida da principal categoria do automobilismo no país desde 2011. No entanto, as autoridades indicaram que isso não será possível.

"O Comitê Provincial de Saúde Pública decidiu que a corrida acima mencionada será realizada sem espectadores", informou um comunicado breve do gabinete do governador, referindo-se ao evento do dia 15 de novembro, 14ª etapa da temporada do Mundial.

A maioria das corridas de F-1 foi realizada sem público no pós-pandemia. Cerca de 3 mil fãs puderam testemunhar o Grande Prêmio da Toscana em 13 de setembro, enquanto os organizadores do Grande Prêmio da Rússia garantiram que 30 mil pessoas por dia compareceram durante o fim de semana de 25 a 27 de setembro em Sochi.

A Turquia foi acusada por esconder o verdadeiro impacto do coronavírus no país, depois que o ministro da saúde revelou que dados diários da covid-19 publicados pelo ministério desde 29 de julho registravam apenas os pacientes com sintomas, enquanto os assintomáticos eram excluídos.

A Turquia aponta 324.443 "pacientes", com 8.441 mortes por causa do novo coronavírus desde o início da pandemia em março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.