Paulo de Deus/Divulgação
Paulo de Deus/Divulgação

Governador e prefeito do Rio jantam com diretora da F-1 para promover autódromo

Wilson Witzel e Marcelo Crivella promovem encontro com dirigente para reforçar proposta de receber GP

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

17 de maio de 2019 | 15h29

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, se reuniram na noite da última quinta-feira com a diretora de promoções e eventos da Fórmula 1, Chloe Targett-Adams. Durante jantar no Rio, a conversa teve como intuito reforçar o esforço das autoridades locais em levar o GP do Brasil para a capital fluminense nos próximos anos.

A dirigente inglesa chegou ao Rio após passagem por Amsterdã, onde participou de evento no começo da semana para marcar o retorno do GP da Holanda à Fórmula 1 após 35 anos. Chloe teve reuniões no Rio com empresários interessados em investir no projeto do novo autódromo, assim como ouviu do prefeito e do governador os planos para sediar a etapa brasileira no lugar de Interlagos, em São Paulo.

Witzel e Crivella receberam a diretora para um jantar no Hotel Copacabana Palace. O próprio governador divulgou no Instagram imagens do encontro. "Pude reforçar que estamos preparados para receber esse grande evento", escreveu. O projeto carioca prevê a construção de um empreendimento de R$ 700 milhões, com recursos privados e em regime de concessão pelos próximos 30 anos.

JR Pereira, o diretor executivo do consórcio Rio Motorsport, o responsável pelo projeto, irá para Mônaco na próxima semana. Na agenda dele está marcado um encontro com o chefe da Fórmula 1, Chase Carey, para aprofundar as negociações sobre a futura realização do GP do Brasil na capital fluminense. O objetivo do Rio é sediar a prova a partir de 2021, já que Interlagos tem contrato assinado com a categoria válido até 2020.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.