Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Governo britânico libera público total para o GP de Silverstone de Fórmula 1

Última corrida antes da pandemia realizada no circuito, em 2019, reuniu 351 mil espectadores nos três dias de evento

Redação, Estadão Conteúdo

24 de junho de 2021 | 09h12

O circuito de Silverstone terá a permissão de receber lotação máxima para o Grande Prêmio da Grã-Bretanha em 18 de julho, décima etapa da Fórmula 1. O anúncio foi feito, nesta quinta-feira, pelo governo britânico.

A última corrida antes da pandemia realizada com público no circuito, em 2019, reuniu 351 mil espectadores nos três dias de evento, com 141 mil no domingo, dia da corrida. A tradicional pista foi sede de duas corridas no ano passado, ambos sem fãs. A primeira corrida foi vencida pelo britânico Lewis Hamilton e a segunda, batizada como o GP dos 70 Anos da Fórmula 1, o holandês Max Verstappen foi o vencedor.

O GP da Inglaterra será marcado por uma novidade: as corridas classificatórias, proposta da categoria para definir as posições de largada da corrida do domingo e também tornar os fins de semana mais atrativos. Outras duas etapas receberão testes do formato, com locais ainda a serem definidos.

Silverstone é mais um evento que recebe permissão do governo britânico para receber grande quantidade de público após a pandemia. O torneio de Wimbledon, que começará na próxima segunda-feira, poderá reunir 15 mil pessoas nas finais masculina e feminina.

Já a Eurocopa poderá ter 60 mil torcedores para assistir às semifinais e final da competição de seleções em Wembley, também em Londres, o equivalente a 75% da capacidade do tradicional estádio (90 mil).

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Autódromo de Silverstone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.