GP Brasil esbanja tecnologia na TV

Os tempos precisos e imediatos de cada carro que o telespectador vê quando assiste às corridas de Fórmula 1 na tevê são resultado de uma operação ao mesmo tempo enorme e delicada. São 18 antenas, 20 técnicos e 38 quilômetros de cabos, além de centenas de milhões de dólares. O que se chama de antena, na verdade, são fios que atravessam a pista de um lado a outro, dentro de sulcos abertos no asfalto, e que foram colocados em quatro lugares do circuito de Interlagos.Leia a íntegra no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.