GP da Europa pode sofrer baixas

Dois pilotos alemães podem não disputar o GP da Europa, domingo, em Nurburgring, Alemanha: Heinz-Harald Frentzen, da Jordan, e Nick Heidfeld, da Sauber. Os dois ainda convalescem dos acidentes sofridos em Mônaco, no caso de Frentzen, e Montreal, Heidfeld, e apenas depois do primeiro treino do GP da Europa, sexta-feira, ambos saberão, após exames médicos, se irão continuar na prova. Se o piloto da Jordan não correr, Ricardo Zonta o substituirá, como já ocorreu no Canadá. Para a vaga de Heidfeld o maior candidato é Luca Badoer, piloto de testes da Ferrari. A primeira preocupação de Frentzen, nesta segunda-feira, foi desmentir a especulação de que poderia não mais competir pela Jordan porque estava se transferindo para a Toyota ou a Jaguar, conforme a imprensa européia publicou. "Tenho contrato com a Jordan até o fim de 2002 e irei honrar o compromisso", afirmou. Sua eventual ausência na etapa de Nurburgring estaria relacionada ao seu estado físico e não a problemas de ruptura de contrato. Frentzen sente ainda dores de cabeça. Ele nem participou dos testes da semana passada, em Silverstone. O médico da Fórmula 1, o neurologista Sid Watkins, dirá se Frentzen corre ou não diante da sua torcida, no fim de semana. Zonta recebeu orientação de Eddie Jordan para estar preparado para correr. Na classificação para o grid da etapa de Montreal, Heidfeld colidiu contra o "muro dos campeões", na entrada da reta dos boxes do circuito Gilles Villeneuve, e até agora ressente-se da abrupta desaceleração a que foi submetido. Como Frentzen, sente dores de cabeça e tonturas. A direção da Sauber informou nesta segunda-feira que apenas na sexta-feira, em Nurburgring, Heidfeld conhecerá seu destino para o fim de semana. No ano passado, ele já não disputou o GP da Europa, que seria a sua primeira apresentação na F-1 para os alemães. O carro da sua equipe, a Prost, estava abaixo do peso na classificação, o que acabou por levar os comissários a o excluírem da corrida. Por trabalhar para a Ferrari como piloto de testes, Luca Badoer deve substituí-lo caso não corra domingo. A Sauber usa motor Ferrari.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.