GP de Mônaco: resultado sob suspeita

A Fórmula 1 faz todas as concessões para o GP de Mônaco, próxima etapa do Mundial, no fim de semana. O programa do evento, sétima etapa da temporada, por exemplo, é único. Os treinos livres começam já na quinta-feira, dia que Rubens Barrichello completará 30 anos de idade. Ele provavelmente sabe que depois do ocorrido no GP da Áustria, seja qual for o resultado da corrida no principado haverá sempre uma dúvida: a Ferrari estará por detrás dele? Se Barrichello for o líder e Schumacher estiver em segundo, algo bastante possível, tomando-se por base como está guiando o brasileiro, e seu carro quebrar, a maioria das pessoas irá pensar. ?Desta vez a Ferrari decidiu agir diferente. Apertou um botão para o carro de Barrichello parar.? Mesmo que nem seja verdade, muitas pessoas ficarão com essa impressão. Outra hipótese: Schumacher abandona com pane na inquebrável F2002 e Barrichello vence. Raciocínio mais lógico e que boa parte da torcida o exercitará: ?A Ferrari resolveu compensar o que fez na Áustria.? Em resumo, aconteça o que acontecer ao longo das 78 voltas nas ruas de Mônaco, uma coisa é certa, antes mesmo de a prova iniciar-se: tudo já está sob suspeita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.