Silvia Izquierdo/ AP
Silvia Izquierdo/ AP

GP do Brasil de F-1 registra melhor público em Interlagos desde 2001

Autódromo de Interlagos recebe 158.213 pessoas nos três dias do evento e supera marca de anos anteriores

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S. Paulo

18 de novembro de 2019 | 04h31

Sem ameaças de chuva e disputado sob sol forte, o GP do Brasil de Fórmula 1 registrou no fim de semana domingo seu melhor público desde 2001. O Autódromo de Interlagos, em São Paulo, recebeu 158.213 pessoas nos três dias do evento que culminou com a vitória do holandês Max Verstappen, da Red Bull, no domingo.

Trata-se do melhor público do GP desde 2001. Naquele ano, o circuito paulistano recebeu 174 mil fãs de automobilismo. No ano passado, foram 150.307, então a melhor marca desde 2010, quando foram registrados 155.203 pessoas no autódromo. Desde então, o público tem oscilado, com seu menor número em 2016, com 128.100 pessoas. Em 2017, na despedida de Felipe Massa, 141.128 torcedores foram registrados no circuito.

Como aconteceu em 2018, o bom público surpreende porque mais uma vez o Brasil não conta com pilotos locais no grid. E ambos os Mundiais já estavam definidos. O inglês Lewis Hamilton assegurou o hexacampeonato no GP dos Estados Unidos, na etapa anterior. E a Mercedes garantira o troféu dos Construtores em Suzuka, no Japão.

No domingo, a Ferrari definiu o vice-campeonato entre as equipes e Verstappen subiu para o terceiro lugar no Mundial de Pilotos, esquentando a briga com o monegasco Charles Leclerc, do time italiano.

O GP do Brasil pode ter sido disputado em São Paulo pela penúltima vez. A cidade tem contrato por apenas mais um ano com a Fórmula 1 e segue em negociações. Ao mesmo tempo, tem a concorrência do Rio de Janeiro, que pretende retomar o campeonato a partir de 2021. A expectativa é de que a situação seja definida até agosto do próximo ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.