GP2: Bruno Senna repete feito de Ayrton e vence em Mônaco

Brasileiro consegue a primeira vitória no ano pela categoria de acesso à F-1, 15 anos após a última vitória do tio

EFE

23 de maio de 2008 | 10h40

O piloto brasileiro Bruno Senna, da iSport, venceu nesta sexta-feira a primeira corrida da GP2 em Mônaco, 15 anos depois de seu tio Ayrton conseguir o triunfo na mesma corrida pilotando um carro de Fórmula 1. Bruno Senna largou da segunda posição e assumiu a liderança após a primeira curva, passando o venezuelano Pastor Maldonado, da Piquet Sports. A partir daí, a atuação do piloto foi impecável: ele conseguiu vantagem suficiente nas primeiras voltas, abrindo aproximadamente quatro segundos em relação a Maldonado. A liderança só foi perdida por uma volta, quando ele parou para trocar pneus na volta 20 das 45 da corrida. Embora Maldonado tenha pressionado Bruno no fim da corrida e reduzido a diferença para pouco menos de um segundo, o brasileiro conseguiu sua primeira vitória da temporada, à frente do venezuelano. O terceiro lugar ficou para o indiano Karun Chandhok, também da iSport. "Acho que fiz uma ótima corrida. Esta é a etapa mais difícil do ano e consegui errar muito pouco, felizmente sem qualquer conseqüência", comemorou o piloto em declarações publicadas por sua assessoria de imprensa. Com os 11 pontos da vitória, o brasileiro subiu para 22 e recuperou a vice-liderança na classificação geral, apenas dois atrás do italiano Giorgio Pantano. De quebra, ele ainda levou a volta mais rápida, cravando 1min21s338. Neste sábado, na segunda corrida, Bruno larga da oitava posição por conta do grid invertido. O pole será o inglês Mike Conway, da Trident e que acabou em oitavo. Outro brasileiro a completar a prova foi Diego Nunes, que acabou em 15.º lugar com sua DPR. Alberto Valério, da Durango, não completou.   Sobre a Fórmula 1, Bruno Senna disse que ainda precisará mostrar mais resultados para pode alcançar a categoria. "Para chegar na Fórmula 1 não basta uma corrida, não basta um sobrenome, é preciso vencer um campeonato", disse o piloto. "É claro que esta sexta é um dia especial para mim, significa muito vencer aqui, é uma coisa belíssima."   Atualizado às 14h45 para acréscimo de informãção  

Tudo o que sabemos sobre:
GP2Bruno SennaAytron SennaMônaco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.