Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

Grosjean afirma que até Hamilton teria problemas para pontuar na Haas: 'carro importa'

Piloto francês utiliza corrida de George Russell pela Mercedes como exemplo do ponto que defende

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2021 | 23h19

O piloto francês Romain Grosjean fez algumas críticas à Haas, equipe pela qual competiu na Fórmula 1 entre 2016 e 2020. Grosjean afirmou que, com o carro da equipe, até mesmo o heptacampeão Lewis Hamilton teria problemas para ser bem sucedido e ressaltou o quanto as máquinas são importantes hoje para a categoria.

"Hamilton também não teria conseguido brigar por pontos no carro de Haas no ano passado. Depende muito do carro que você dirige. Isso torna difícil comparar os pilotos entre si", opinou Grosjean em entrevista ao site Racing News 365.

"(George) Russell é talvez o exemplo mais claro que mostra que, em última análise, o carro faz a diferença", exemplificou Grosjean. Russell não conseguiu um bom aproveitamento pela Williams, mas demonstrou qualidade quando substituiu Hamilton na Mercedes no GP de Sakhir - o heptacampeão estava infectado pela covid-19. Na corrida, Russell ficou perto de vencer, mas um erro no pit stop fez com que terminasse em nono.

Grosjean não estará na Fórmula 1 em 2021. Após se recuperar de um grave acidente no antepenúltimo GP de 2020, o do Bahrein, o francês passará a competir na Fórmula Indy.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.