Luca Bruno/ AP
Luca Bruno/ AP

Hamilton admite superioridade da Mercedes e exalta torcida da Ferrari

Piloto britânico vence o GP da Itália e assume a liderança da temporada com vantagem

Estadao Conteudo

03 de setembro de 2017 | 13h10

Lewis Hamilton estava realmente de bem com a vida após vencer o GP da Itália de Fórmula 1. Tanto que o britânico não se furtou a admitir a superioridade da Mercedes no circuito de Monza. Seu entusiasmo era tamanho que ele enalteceu até a apaixonada torcida da Ferrari, sua principal concorrente na disputa pelo título da temporada.

Além de vencer a corrida deste domingo, Hamilton ultrapassou o alemão Sebastian Vettel e assumiu a liderança da temporada, com apenas três pontos de vantagem. E, no sábado, ele fez a sua 69ª pole e quebrou o recorde histórico de Michael Schumacher.

"É obviamente uma temporada incrivelmente excitante e as duas últimas corridas foram muito fortes para nosso time", afirmou o piloto da Mercedes, que viu o finlandês Valtteri Bottas garantir a dobradinha neste domingo, ao terminar em segundo. "A potência da Mercedes é definitivamente melhor do que a potência da Ferrari."

Hamilton falou também sobre a experiência de correr na Itália, a "casa" da Ferrari. "Quer saber de uma coisa? Eu amo a Itália e amo a paixão dos torcedores da Ferrari", assegurou o piloto. "Não temos essa energia em nenhum outro lugar, talvez apenas em Silverstone (na Inglaterra)."

Mas, se enalteceu os ferraristas, Hamilton comentou sobre como estaria se sentindo o torcedor neste domingo. "Conseguir uma dobradinha aqui é incrível. Sei que não é fácil para os torcedores da Ferrari aceitarem", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.