Valdrin Xhemaj/EFE
Valdrin Xhemaj/EFE

Hamilton admite surpresa com pole position na Hungria

O inglês só percebeu o feito quando ouviu gritos dos integrantes da Mercedes em seu rádio

AE, Agência Estado

27 de julho de 2013 | 11h44

BUDAPESTE - Lewis Hamilton cruzou a linha de chegada em sua última volta no treino classificatório deste sábado com o tempo 1min19s388, abaixo da marca de Sebastian Vettel. Mas demorou para descobrir que havia cravo a pole position para o GP da Hungria. O inglês só percebeu o feito quando ouviu gritos dos integrantes da Mercedes em seu rádio.

"Eu realmente fiquei surpreso", admitiu o piloto, ao fim da sessão classificatória. Hamilton garantiu a pole nos instantes finais do treino, quando Vettel já se sentia com as mãos na pole. O alemão, porém, terá que se contentar com o segundo posto no grid.

Com sua terceira pole seguida na temporada, o inglês terá grande oportunidade de vencer a corrida neste domingo, uma vez que o circuito localizado em Budapeste é um dos mais difíceis de se fazer ultrapassagens.

Apesar da vantagem, Hamilton mantém a cautela. "Ainda temos uma grande montanha a escalar amanhã, com estes pneus e com estas condições", avaliou, ao referir-se ao calor da cidade húngara. A forte degradação dos pneus também preocupa os pilotos, que preveem até quatro trocas durante a prova. A Mercedes vem sendo a equipe com mais dificuldade de administrar o desgaste dos compostos da Pirelli.

"A pole com certeza ajuda, porque é muito difícil de passar aqui, mas será um longo caminho até a primeira curva. Se você conseguir segurar a pole até esta curva, aí sim você estará em vantagem", declarou o piloto da Mercedes, que busca sua primeira vitória no ano. Seu companheiro Nico Rosberg já faturou dois troféus na temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da HungriaHamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.