Tony Gutierrez/AP Photo
Tony Gutierrez/AP Photo

Hamilton bate Vettel por menos de um décimo e lidera último treino livre nos EUA

Piloto britânico está cada vez mais perto de conquistar o título da temporada da Fórmula 1

Estadão Conteúdo

21 Outubro 2017 | 15h58

O inglês Lewis Hamilton voltou a ser o mais rápido no último treino livre para o GP dos Estados Unidos de Fórmula 1. Neste sábado, a exemplo do que aconteceu nas duas primeiras atividades de sexta, o piloto da Mercedes deixou os rivais para trás e mostrou por que está com a mão no título da temporada.

+ Leia mais notícias sobre velocidade

+ Após problemas, Ferrari troca chassi de Sebastian Vettel nos EUA

+ Hamilton volta a deixar Vettel para trás no 2.º treino livre nos EUA

Hamilton completou sua melhor volta na pista em 1min34s478, menos de um décimo à frente de Sebastian Vettel. Depois de ficar distante do inglês nos dois treinos de sexta, o alemão da Ferrari encurtou a diferença, mas foi apenas o segundo colocado da atividade com a marca de 1min34s570.

A dobradinha de Mercedes e Ferrari se repetiu também na segunda fila, e nesta mesma ordem. No duelo de finlandeses, Valtteri Bottas cravou 1min34s692 e ficou na terceira colocação, enquanto Kimi Raikkonen foi o quarto, depois de marcar 1min34s755.

O brasileiro Felipe Massa começou bem o dia e apareceu na sexta posição do treino, depois de completar sua melhor volta em 1min35s346. Um pouco à frente dele apareceu o holandês Max Verstappen, da Red Bull, com 1min35s103.

Os dois carros da Renault apareceram na quarta fila, com Nico Hulkenberg em sétimo e Carlos Sainz em oitavo. Daniel Ricciardo, da Red Bull, em nono, e Sergio Pérez, da Force India, em décimo, completaram os dez primeiros.

Depois de surpreender e viver bons momentos na sexta, o espanhol Fernando Alonso voltou a sofrer com o desempenho de sua McLaren. Se foi o sétimo mais rápido no segundo treino livre, desta vez o piloto terminou apenas na 13.ª colocação, com o tempo de 1min36s239.

Hamilton lidera a temporada da Fórmula 1 com 306 pontos e Vettel, segundo colocado, com 247, é o único do grid que pode impedir o título antecipado do rival na prova deste domingo. Para isso, precisa chegar ao menos na quinta colocação, mesmo que o rival vença a prova.

Se o inglês chegar na frente e Vettel terminar em sexto ou em colocação pior, o tetracampeonato de Hamilton estará garantido, com três etapas de antecedência - a temporada ainda terá as provas do México, Brasil e Abu Dabi. Os números estão em favor do inglês, que venceu nada menos que quatro das cinco corridas já disputadas em Austin.

O treino classificatório do GP dos Estados Unidos será realizado ainda neste sábado, às 19 horas (de Brasília). A prova está marcada para o domingo, às 17 horas.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Lewis Hamilton Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.