Valdrin Xhemaj/EFE
Valdrin Xhemaj/EFE

Hamilton celebra 'excelente trabalho de equipe' e até vitória inglesa na Copa

Piloto voltou à liderança da temporada com vitória no GP da França

Rafaela Borges, enviada especial / Le Castellet, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2018 | 15h26

O retorno do GP da França ao calendário da Fórmula 1, após dez anos de ausência, foi perfeito para Lewis Hamilton, que venceu a corrida de ponta a ponta neste domingo. "Foi um fim de semana sólido e agradeço pelo excelente trabalho do time, aqui no circuito (de Paul Ricard) e na fábrica", disse o campeão.

+ 'Vou aconselhar Vettel a mudar seu estilo', provoca Verstappen após acidente

Para o GP da França, a Mercedes fez importantes atualizações no carro e no motor, que renderam ótimo resultado. "Eu consegui largar bem e abrir alguma vantagem para Max (Verstappen, da Red Bull). Depois, foi apenas administrar a corrida e me manter cerca de cinco segundos à frente."

Hamilton terminou a corrida pouco mais de sete segundos de vantagem para Verstappen. Com a vitória e o quinto lugar de Sebastian Vettel (Ferrari), o inglês da Mercedes voltou à liderança do campeonato. Ele abriu 14 pontos sobre o alemão, agora vice-líder do Mundial de Pilotos.

O britânico admite que o circuito de Paul Ricard, onde já havia corrido em categorias de base, nunca esteve entre suas pistas preferidas. "Mas desta vez gostei bastante de alguns setores, especialmente do primeiro. Foi muito divertido fazer algumas curvas contra o vento."

Hamilton também exaltou o grande envolvimento do público francês, que lotou as arquibancadas neste domingo. "Só acho que, em alguns setores, o público fica muito distante da pista. No ano que vem, vou trazer binóculos para vender", brincou o atual campeão da Fórmula 1.

 

GOLEADA

O piloto da Mercedes aproveitou para celebrar a vitória da Inglaterra sobre o Panamá, por 6 a 1, neste domingo, pela Copa do Mundo da Rússia. "Admito que não vi o jogo, pois estava me preparando para a corrida. Fiquei muito surpreso quando entrei nos boxes e, antes de assumir o carro, vi que a Inglaterra vencia de goleada", disse.

O jogo terminou um pouco antes da largada para o GP da França. E Hamilton se mostrou otimista sobre a possibilidade de a seleção inglesa conquistar o título do Mundial, assim falou sobre o orgulho de representar o país na Fórmula 1. "Quando venço, como hoje, é uma emoção olhar para cima e ver a bandeira da Grã Bretanha no pódio."

O finlandês Valtteri Bottas, que largou em segundo, mas terminou em sétimo após acidente com Sebastian Vettel (do qual o alemão foi considerado culpado), saiu do autódromo de Paul Ricard sem dar declarações.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Lewis Hamilton automobilismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.