Johannes Eisele/AFP
Johannes Eisele/AFP

Hamilton celebra vitória, elogia Vettel e prevê 'disputa acirrada' na temporada

Piloto da Mercedes comemora largada 'fantástica', comemora fim de semana efetivo e homenageia escuderia

Estadão Conteudo

09 de abril de 2017 | 10h46

O inglês Lewis Hamilton foi soberano no fim de semana do GP da China. Depois de cravar o melhor tempo no treino de classificação, liderou de ponta a ponta a corrida deste domingo e faturou sua primeira vitória na temporada, a 54.ª na carreira. Motivos não faltaram para o piloto da Mercedes celebrar o desempenho e elogiar sua equipe.

"Minha volta para a pole me deixou em ótima posição e, então, a largada foi fantástica. Estou realmente feliz com meu início agora, então preciso apenas manter", declarou. "É confortador quando se tem um fim de semana assim, porque sou apenas um elo em uma corrente com centenas de pessoas envolvidas para me alavancar para o degrau mais alto. Parabéns a todos, principalmente para aqueles em casa."

Hamilton deixou Sebastian Vettel para trás no início da prova e viu o piloto da Ferrari suar para terminar na segunda colocação, a mesma ocupada por ele próprio na primeira etapa do ano, na Austrália, quando o alemão venceu. Assim, os dois estão empatados na liderança do campeonato, com 43 pontos, comprovando uma rivalidade que já vinha se desenhando desde antes da temporada.

"Acho que vai ser uma das mais acirradas, senão a disputa mais acirrada que eu vivi pessoalmente, e estou ansioso para esta batalha. Não só com o Sebastian, mas com os outros pilotos também. Acho que é ótimo ter isso, estávamos comentando como um vai impulsionar o outro", projetou.

Além da pole e da vitória, Hamilton liderou toda a corrida e conseguiu a volta mais rápida, tudo isso em meio a condições climáticas desfavoráveis que chegaram a deixar a pista do circuito molhada neste domingo. "As condições estavam realmente desafiadoras. Estava muito, muito fácil cometer erros, então ficou orgulhoso por não ter cometido", celebrou.

Se Hamilton teve todos os motivos para comemorar, seu companheiro na Mercedes não encontrou nenhum. Em sua segunda corrida pela equipe, Valtteri Bottas cometeu erro infantil ao rodar na pista com o Safety Car em ação, ainda no início da prova, e terminou na sexta colocação. Por isso, pediu desculpas e prometeu evoluir ao longo da temporada.

"Estou muito desapontado. Tive um bom início, mas não fui muito bem a partir daí. Perdemos algum tempo no pit stop, mas nada comparado ao que perdi com meu erro. Estava tentando de tudo para esquentar os pneus atrás do Safety Car, mas fui muito agressivo e perdi o controle do carro. Foi totalmente culpa minha. Eu sinto muito pela equipe e pelos pontos que perdemos hoje", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
VelocidadeFórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.