Lisi Niesner / Reuters
Lisi Niesner / Reuters

Hamilton conquista pole no GP da Hungria; Bottas largará na segunda posição

Após ir mal nos treinos livres, carros da Mercedes conquistam dobradinha no classificatório; Vettel largará na quarta posição

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2018 | 11h30

A Mercedes contou com a ajuda da chuva para assegurar uma dobradinha na primeira fila do grid de largada do GP da Hungria, a 12ª das 21 etapas da temporada 2018 da Fórmula 1. Neste sábado, o britânico Lewis Hamilton aproveitou as condições úmidas da pista do Hungaroring para faturar a pole position, a 77ª da sua carreira, para a prova deste domingo.

Até a sessão de classificação deste sábado, a Mercedes vinha sendo coadjuvante nas atividades para o GP da Hungria, sem conseguir repetir o ritmo da Ferrari, especialmente de Sebastian Vettel, líder de dois dos três treinos livres, e da Red Bull.

A atividade, porém, teve a segunda e a terceira fases disputadas sob chuva, o que equilibrou a briga pela pole position. E aí Hamilton, que vem embalado pela improvável vitória no GP da Alemanha, um resultado que o recolocou na liderança do Mundial de Pilotos, aproveitou para faturar mais uma pole position. Nos instantes finais do Q3, ele cravou o tempo de 1min35s658, o que lhe rendeu o primeiro lugar para a largada.

Para tornar a situação de Hamilton e da Mercedes ainda melhor para a corrida de domingo, o finlandês Valtteri Bottas conseguiu a segunda posição, o levando a dividir a primeira fila do grid com o seu companheiro de equipe, após registrar a marca de 1min35s918, sendo o último piloto a fazer uma volta em menos de 1min36 no molhado traçado do Hungaroring no Q3.

A Ferrari, então, precisou se contentar com as posições seguintes. Entre os seus pilotos, o melhor desempenho foi do finlandês Kimi Raikkonen, o terceiro colocado com a marca de 1min36s186. Já o alemão Sebastian Vettel, principal adversário de Hamilton na briga pelo título mundial, foi o quarto colocado na fase decisiva do treino, com o tempo de 1min36s210, após dominar quase todas as atividades anteriores do fim de semana. E esse resultado foi mais um revés para Vettel, que vem de um decepcionante abandono no GP da Alemanha, resultado que o tirou da ponta do campeonato, no último fim de semana.

A chuva na Hungria também provocou surpresas envolvendo pilotos do meio do pelotão na definição do grid da prova de domingo. O espanhol Carlos Sainz Jr., da Renault, garantiu o quinto lugar, seguido pelo francês Pierre Gasly, da Toro Rosso, na sexta posição.

Só aí, então, apareceu o holandês Max Verstappen em sétimo lugar, resultado decepcionante para a Red Bull, que parecia candidata a brigar pela pole quando treinou sob pista seca. E a relação dos dez primeiros colocados do grid do GP da Hungria foi completada, em ordem, pelo australiano Brendon Hartley, da Toro Rosso, e pelo dinamarquês Kevin Magnussen e pelo francês Romain Grosjean, ambos da Haas.

A segunda fase da sessão classificatória no Hungaroring já foi disputada sob chuva, elevando os tempos dos pilotos em cerca de 15 segundos, tendo Vettel na liderança. E também provocando a eliminação do australiano Daniel Ricciardo, que havia se destacado na sexta-feira ao liderar o primeiro treino livre.

O piloto da Red Bull vai largar neste domingo apenas do 12º lugar, uma posição atrás do espanhol Fernando Alonso, que também não conseguiu ir à fase decisiva da definição do grid com a sua McLaren. Os outros pilotos que também deixaram a disputa nesta fase foram o alemão Nico Hulkenberg, da Renault, o sueco Marcus Ericsson, da Sauber, e o canadense Lance Stroll, da Williams.

Já na primeira fase do treino de classificação, também liderado por Vettel, foram eliminados o belga Stoffel Vandoorne, da McLaren, o monegasco Charles Leclerc, da Sauber, o francês Esteban Ocon e o mexicano Sergio Perez, ambos da Force India, e o russo Sergei Sirotkin, da Williams.

A largada para o GP da Hungria está agendada para as 10h10 (horário de Brasília) de domingo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.