Hamilton descarta comparação com disputa de 2007

'Ano passado era diferente, porque eu vinha de uma corrida em que tinha errado', afirma o inglês

THIAGO ARANTES, Agencia Estado

30 de outubro de 2008 | 12h15

SÃO PAULO - No ano passado, o inglês Lewis Hamilton chegou à última etapa da temporada da Fórmula 1, justamente o GP do Brasil, com os mesmos sete pontos de vantagem que tem agora na liderança do campeonato. Daquela vez, ele fracassou e o título ficou com o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari. Agora, o piloto da McLaren garante que a situação é diferente e que está pronto para ser campeão, domingo, em Interlagos. Veja também: Blog do Livio Oricchio: Notícias e bastidores da F-1  Vote: quem leva o título da F-1: Hamilton ou Massa?  Classificação do Mundial de Pilotos e de Construtores  "Ano passado era diferente, porque eu vinha de uma corrida em que tinha errado [GP da China]. Na época, havia uma pressão muito grande sobre mim. E eu acho que essa pressão tomou conta de mim", afirmou Hamilton, lembrando que dessa vez ele chega ao Brasil após uma boa vitória na etapa chinesa, realizada há duas semanas.Como tem sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o brasileiro Felipe Massa [Ferrari], Hamilton precisa apenas de um quinto lugar no GP do Brasil para ficar com o título sem depender de outros resultados. "Nós temos um bom carro, mas o melhor é que não temos a pressão de ter que vencer", revelou o inglês, nesta quinta-feira, durante entrevista coletiva em Interlagos.Apesar dessa vantagem, Hamilton promete que não vai mudar estilo de pilotar, conhecido por ser bastante agressivo, sempre em busca da vitória. E revelou ter um carinho especial pelo Autódromo de Interlagos, onde pode ser campeão mundial no domingo. "Gosto muito da pista. Conheço ela desde criança, por causa dos jogos de videogame", contou o inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.