Hamilton diz que ainda não há nada garantido e se concentra no GP dos EUA

A vitória no GP da Rússia combinado aos resultados dos seus principais concorrentes deixou Lewis Hamilton praticamente com o seu terceiro título mundial assegurado, mas o piloto da Mercedes garante que nada mudou. Na semana do GP dos Estados Unidos, o inglês rejeitou qualquer euforia pela possibilidade de ser campeão no próximo domingo, garantindo que não vai mudar seu comportamento na pista, pois nada está assegurado.

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2015 | 12h37

"Eu aprendi com a experiência que nada está feito até que esteja feito nesse esporte, por isso não vou tomar nada como garantido neste fim de semana. Eu estou indo para essa próxima corrida com a mesma motivação que tive todo o ano. Há quatro corridas restantes para conseguir assegurar este campeonato e enquanto e enquanto eu não cruzar a linha de chegada em Abu Dabi, nada está decidido. Isso é o que importa", disse.

Com quatro provas para o fim do campeonato e, portanto, cem pontos em disputa, Hamilton lidera o Mundial de Pilotos com 302 pontos e uma vantagem de 66 para Sebastian Vettel e de 73 para Nico Rosberg. Assim, no próximo domingo, ele precisará somar nove pontos a mais do que Vettel e dois a mais do que Rosberg para sacramentar antecipadamente a conquista do seu terceiro título mundial, sendo o segundo consecutivo.

Independentemente disso, Hamilton espera conquistar a sua terceira vitória no Circuito das Américas, em Austin, onde faturou as provas de 2012 e 2014. "Estou animado para chegar lá, dar o meu melhor e se eu conseguir sair com um terceiro chapéu Stetson (recebido no pódio), isso seria inacreditável", disse o inglês, que também venceu uma outra edição do GP norte-americano, em 2007, no circuito de Indianápolis.

De qualquer modo, Hamilton exibe satisfação por voltar a correr nos Estados Unidos, um dos seus países favoritos. "Estou com a cabeça para Austin, que é definitivamente um dos destaques do ano para mim. Eu amo os Estados Unidos e passo muito tempo lá, por isso é um fim de semana que sempre estou ansioso", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.