Hamilton diz que batida com Webber foi acidente de corrida

As esperanças de Lewis Hamilton conquistar seu segundo título da Fórmula 1 sofreram um duro golpe neste domingo depois que o piloto da McLaren abandonou o GP de Cingapura depois de uma colisão com o líder do campeonato, Mark Webber. No entanto, o inglês não quis jogar a culpa no rival. "Acho que foi um incidente de prova. Não tive muita sorte, mas isso é uma corrida", disse.

PETER RUTHERFORD, REUTERS

26 de setembro de 2010 | 14h11

Veja também:

link Alonso vence o GP de Cingapura

Hamilton, em quarto lugar e com pneus novos depois do pit stop, tentou ultrapassar o australiano na volta 36 logo depois de o safety car deixar a pista. Mas enquanto o britânico se movia para passar o Red Bull de Webber na volta sete, os carros acabaram se chocando.

Hamilton teve de abandonar a prova por causa dos danos em seu carro, enquanto Webber conseguiu continuar e terminar a corrida em terceiro lugar.

"Eu vi Mark cometer um erro e consegui alcançá-lo, então, eu estava em condição de ultrapassá-lo na curva sete", disse Hamilton, que venceu em Cingapura no ano passado.

"Pensei que fosse suficiente para ultrapassá-lo, não pude vê-lo e tentei deixar espaço suficiente no lado de dentro e a próxima coisa que percebi foi a batida."

Hamilton, campeão em 2008, arremessou o volante de seu carro com raiva depois que seu McLaren parou. Comissários da prova investigaram o incidente, mas decidiram não punir ninguém.

Fernando Alonso, da Ferrari, venceu a prova, com Sebastian Vettel, companheiro de Webber na Red Bull, em segundo, e Jenson Button, da McLaren, em quarto.

Este foi o terceiro abandono de Hamilton em quatro provas e o deixou 20 pontos atrás de Webber com apenas quatro provas restando para o final da temporada.

"Vinte pontos é uma diferença considerável e com quatro corridas restantes é uma grande distância, tenho de colocar minha cabeça no lugar e esperar por algo bom", acrescentou Hamilton.

Webber lidera o campeonato com 202 pontos, enquanto Alonso está no segundo lugar com 191 após a vitória. Hamilton caiu para a terceira colocação com 182 pontos, à frente de Vettel, que tem 181, e Button, com 177.

Tudo o que sabemos sobre:
Lewis HamiltonFórmula 1Mark Webber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.