Franck Robichon/EFE
Franck Robichon/EFE

Hamilton diz que McLaren pode bater Red Bull na Coreia

Para piloto inglês, tudo é possível porque diferença entre as duas escuderias não é grande

AE, Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 13h13

Faltando apenas três etapas para o final da temporada, a Red Bull parece ser a equipe a ser batida na Fórmula 1. A escuderia, do líder Mark Webber e do terceiro colocado Sebastian Vettel, tem andado mais rápido em quase todas as provas. No entanto, apesar de admitir a superioridade dos rivais, o piloto inglês Lewis Hamilton afirmou que ela "não é tão grande assim" e que a McLaren pode levar vantagem no GP da Coreia do Sul, que acontece no domingo.

"Acho possível (vencê-los na Coreia do Sul), tudo é possível, e acho que é evidente que nós, como um time, assim como a Ferrari, estamos trabalhando duro porque não acho que a diferença (da Red Bull para as outras equipes) seja tão grande, então não é impossível", declarou Hamilton, nesta quinta-feira, no estreante circuito de Yeongam, que recebe a etapa da Coreia do Sul.

Hamilton está em quarto lugar no campeonato, com 192 pontos. A liderança é do australiano Mark Webber, com 220, enquanto o outro piloto da Red Bull, o alemão Sebastian Vettel, aparece em terceiro, com 206. O espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, também está nessa briga, ocupando a segunda posição, também com 206 pontos. Por isso tudo, aumenta a importância do GP da Coreia do Sul, que pode trazer algumas definições na luta pelo título da temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.